Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Eixo Central: Saiba como evitar o caos

Saldanha

Arrancaram esta semana os trabalhos de requalificação do Eixo Central de Lisboa, entre o Marquês de Pombal e Entrecampos, e os condicionamentos de trânsito, que nesta fase incluem a supressão de uma via em cada sentido na Avenida Fontes Pereira de Melo, já começaram a colocar à prova a paciência dos condutores lisboetas.

Os trabalhos começaram terça-feira na Fontes Pereira de Melo (em direção ao Saldanha) e em Entrecampos (em direção à Avenida da República) e deverão terminar – daqui a nove meses se os prazos não forem ultrapassados – já no Saldanha. Depois disso, a pavimentação de toda a área deverá ter lugar durante a noite.

Apesar do “incómodo”, as obras vão trazer “melhorias substanciais” para a cidade, segundo Fátima Madureira – a responsável da mobilidade e transportes da autarquia – que lembrou ainda que, à semelhança de obras anteriores, há circuitos alternativos já identificados.

Para já, e nos próximos três meses, as seis faixas da Avenida Fontes Pereira de Melo passam a quatro e enquanto assim se mantiverem será possível aos veículos particulares circularem nos corredores Bus.

A intervenção, orçada em 7,5 milhões de euros, prevê o alargamento de passeios, a criação de ciclovias e de espaços verdes (nas praças de Picoas e Saldanha ) e a reorganização do estacionamento que deverá perder alguns lugares.

“Situamos em cerca de 60 o número de lugares global que é perdido”, afirmou Fernando Medina, citado pela Lusa, durante uma conferência de imprensa realizada nos terrenos da antiga Feira Popular (onde está localizado o estaleiro da obra).

A quem se dirige às zonas do Saldanha, Marquês de Pombal e Baixa, a Câmara Municipal de Lisboa indica vários percursos alternativos com vista a minimizar os efeitos dos trabalhos:

Origem Avenida da Índia (Cascais/ Oeiras): os automobilistas deverão optar pela IC17/CRIL em Algés, na praça D. Manuel I, seguindo pela Radial de Benfica, Campolide, Praça de Espanha e Avenida António Augusto de Aguiar – tanto para o Saldanha, como para o Marquês de Pombal/Baixa.

A partir da Ponte 25 de Abril: a alternativa deverá ser em direção à Avenida da Ponte, Praça de Espanha, para o Saldanha, e Eixo Norte-Sul e Avenida das Forças Armadas, para Entrecampos/Campo Grande.

Entrando em Lisboa pela 2.ª Circular (Sintra) ou Calçada de Carriche (Loures / Odivelas): a opção deverá ser em direção ao Eixo Norte-Sul, Praça de Espanha e Avenida António Augusto de Aguiar, tanto para o Saldanha, como para o Marquês de Pombal/Baixa.

A partir do Eixo-Norte Sul (Norte): deverá ser utilizada como alternativa a Praça de Espanha e Avenida António Augusto de Aguiar, tanto para o Saldanha, como para o Marquês de Pombal/Baixa.

Se a entrada em Lisboa é pela Avenida Infante D. Henrique (Norte / IC2) ou 2.ª Circular (Sacavém Norte): deverá ser utilizada a Avenida Marechal Gomes da Costa em direção à Rotunda do Relógio, Areeiro e Almirante Reis, para o Saldanha, e seguindo para o Martim Moniz para a zona da Baixa.

Se a origem é a IC15/A5 (Cascais 7 Oeiras): deverá ser efetuada a saída em direção a ‘Sul Ponte / Praça de Espanha / Avenida de Ceuta’, seguindo depois pela Avenida Calouste Gulbenkian, Praça de Espanha e Avenida António Augusto de Aguiar, para o Saldanha; ou pelo Eixo Norte-Sul em direção à Avenida das Forças Armadas, para Entrecampos/Campo Grande.

A partir da IC19 (Sintra / Oeiras) ou da IC17 / CRIL (Algés / Sul): a alternativa deverá passar pela Radial de Benfica em direção a Campolide, Praça de Espanha e Avenida António Augusto e Aguiar, tanto para o Saldanha, como para o Marquês de Pombal.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...