Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Concorrente espanhola da Uber chega hoje a Portugal

cabify

Considerada uma das maiores concorrentes da Uber, a Cabify chega hoje a Portugal. A data havia sido confirmada pela própria empresa na semana passada, sendo que, para os taxistas, a entrada da Cabify no território nacional promete ser mais uma dor de cabeça – depois das polémicas com a Uber que acusam de concorrência desleal e contra a qual se manifestaram na semana passada.

Contudo, e ao contrário da Uber, a Cabify prevê parcerias com as empresas de táxis, estando mesmo nesta altura à procura de motoristas e de empresas – rent-a-car, agências de viagens – que queiram trabalhar com a plataforma para iniciar as operações em Lisboa.

Mas para o cliente qual é a principal diferença em relação à Uber? O preço – a startup espanhola, ao contrário da norte-americana garante um preço fixo mesmo antes de iniciar a corrida, já que o valor é calculado em função da distância a percorrer, independentemente do tempo que for necessário para fazer o percurso.

A Cabify foi fundada no final de 2011 e é mais pequena do que a Uber que, recorde-se, foi lançada há sete anos. No ano seguinte, a empresa com base em Madrid expandiu-se para o México, Peru e Chile e, em 2015, para a Colômbia. Para este mês estão previstas as entradas em Lisboa e São Paulo, no Brasil.

Nalgumas cidades onde já opera, a empresa oferece transportes de grupo, a possibilidade de transporte aéreo e, no México, tem carrinhas específicas para pessoas com mobilidade reduzida.

Desde que abriu portas, a startup já angariou mais de 143 milhões de dólares de investimento, segundo a Crunch Base, a grande maioria obtida em abril passado (a Rakuten, uma empresa japonesa de comércio online, investiu 120 milhões de dólares).

O Governo, entretanto, já fez saber que a Cabify não tem cobertura legal para entrar em funcionamento no território nacional.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
58% dos profissionais de Marketing e Vendas procura novo emprego