Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Audi A7 Sportback autónomo com dotes de ‘aprendizagem’

audi a7 sportback

Com o progresso do desenvolvimento da tecnologia de condução autónoma vão surgindo novas vertentes que acentuam o seu cariz de utilidade. Um dos pontos mais recentes é avançado pela Audi, cujo A7 Sportback de condução autónoma denominado ‘Jack’ consegue agora adaptar-se às diferentes necessidades de operação. Tal como um condutor humano.

De acordo com a marca de Ingolstadt, o seu desempenho em autoestrada está agora mais refinado, sendo mais proficiente na avaliação dos outros condutores, sendo mesmo capaz de adaptar a sua atuação a cada momento. Ou seja, um automóvel com relativas competências de aprendizagem ‘social’, em que consegue operar por base de aprendizagem dos padrões dos veículos circundantes.

A Audi garante que o ‘Jack’ está agora mais “confiante” na forma como aborda perigos na estrada ou ultrapassa camiões com mais espaço entre eles. Além disso, replicando um comportamento tipicamente humano, anuncia a mudança de faixa através do indicador luminoso vulgo ‘pisca’, mas também colocando-se mais junto à linha delimitadora da faixa. O raio de atuação do A7 Sportback foi agora alargado e a atitude cooperativa de ‘Jack’ permite-lhe, por exemplo, decidir se deixa entrar ou não um outro automóvel numa faixa de aceleração de uma via rápida dependendo do tipo de condução escolhido pelo próprio utilizador.

A tomar estas decisões está um supercomputador denominado zFAS, que recorre a tecnologia de ponta e a processadores de elevada potência para avaliar todos os sensores em tempo real e criar um modelo virtual avançado do ambiente circundante. Este modelo consegue analisar o trânsito e ponderar respostas consoante o caso. Numa linguagem mais comum, o zFAS permite que o A7 preveja as manobras com tempo, ‘prevendo’ o futuro.

Para testar as competências da condução autónoma, haverá um teste numa autoestrada alemã, a A9, anunciado recentemente pelo ministério Alemão dos Transportes e das Infraestruturas, o qual oferece condições apropriadas para o desenvolvimento de funções futuristas para a indústria automóvel. Uma delas é a da comunicação entre veículo e outros integrantes da rede viária (Car-to-X) em tempo real, permitindo que os veículos comuniquem entre si de forma a partilhar mensagens relativas a tráfego ou pontos de risco no percurso.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...