Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Autopilot do Tesla Model S em cheque por causa de borboleta

borboletas tesla model s

Parte da teoria do caos explica-se pelo efeito borboleta: o bater de asas de uma simples borboleta pode influenciar o curso natural das coisas e, talvez, provocar um furacão do outro lado do mundo. O presente caso não se traduziu em desastre natural nem mesmo acidente, mas não deixa de ser curioso: uma simples borboleta colocou em cheque o famoso sistema de piloto automático do Tesla Model S.

Este sistema do Model S, recorde-se, é bastante impressionante, já que é capaz de operar muito além da maioria dos sistemas que se encontram no mercado. É por isso com alguma surpresa que se recebe a notícia de que uma borboleta anulou por completo o avançado sistema da Tesla.

Um condutor norte-americano decidiu pegar no seu Tesla Model S P90D e viajar de Kingman até Las Vegas (Nevada) durante a noite. Cansado, decidiu deixar o sistema de piloto automático do Tesla ocupar-se do caminho… Até que de repente o painel de controlo começou a piscar, acenderam-se avisos vermelhos e uma mensagem surgiu no ecrã: “visibilidade radar reduzida”.

Em pânico, o condutor retomou o controlo do automóvel – que por essa altura estaria a rolar a uma velociade próxima dos 120 km/h – e parou logo que teve a possibilidade.

Após uma inspeção atenta ao exterior do veículo, o condutor encontrou a raiz do problema: uma borboleta noturna esmagada precisamente no painel de sensores do sistema Autopilot do seu Model S.

Não ganhando para o susto, o condutor poderá no entanto retirar uma moral para toda a história: entre uma borboleta e a tecnologia, ganha quem bate as asas.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...