Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Suzuki reconhece ter manipulado dados de homologação de 16 modelos no Japão

Suzuki-Grille-Logo

A Suzuki Motor reconheceu hoje ter usado métodos diferentes dos regulamentares para obter os resultados de consumos de 16 dos seus modelos comercializados no mercado japonês, embora afirme que testes levados a cabo de acordo com a metodologia regulamentar revelem não ser necessário alterar os dados aferidos inicialmente.

O quarto maior fabricante automóvel do Japão revelou também que o método abusivo remonta a 2010 e que cerca de 2,1 milhões de veículos terão sido afetados – Alto, Wagon R, Hustler, Spacia, Every, Carry, Jimny, Solio, Ignis, Baleno, SX4, Swift e Escudo -, mas sublinha que nenhum destes foi comercializado fora do território nipónico.

“A empresa pede desculpas pelo facto de não termos seguido os regulamentos nacionais”, afirmou aos jornalistas Osamu Suzuki, CEO da empresa, que assegurou também que os trabalhadores não usaram intencionalmente os dados manipulados.

A Suzuki, que detém cerca de um terço do mercado afeto aos citadinos (atrás da Daihatsu) e se especializou em modelos com motores até 660cc para assim beneficiar de tratamento fiscal especial, afirmou que não espera grandes impactos negativos nas vendas.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
O Boticário lança perfumes criados com a ajuda de IA