Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Renault apresenta novo Grand Scénic

A Renault revelou oficialmente o novo Grand Scénic, modelo que aposta em maior versatilidade e que se caracteriza por ser 24 cm mais comprido do que o mais compacto Scénic apresentado recentemente.

Com um visual mais arrojado e dinâmico, o novo Grand Scénic surge em variantes de cinco ou sete lugares, com jantes de 20 polegadas oferecidas de série numa medida que aumenta o apelo visual, o qual pode ser aumentado ainda pela opção de pintura de dois tons para a carroçaria.

A melhoria das suas credenciais enquanto familiar é mesmo uma das premissas a que a marca Francesa dedicou maior atenção, promovendo desta forma ao interior uma renovação profunda inspirada naquilo a que já se assistiu noutros modelos recentes da gama, como o Mégane, Talisman ou Scénic, este último apresentado no Salão de Genebra.

Neste campo, a modularidade e conforto em viagem foram premissas fundamentais no processo de conceção do novo Grand Scénic, introduzindo um sistema de rebatimento dos bancos de um gesto (One Touch Folding Seat) e maior capacidade de carga: 718 litros no caso da versão de cinco lugares, mais 40 litros do que na anterior geração do Grand Scénic (ou 866 litros com a movimentação longitudinal dos bancos traseiros para a frente).

A diferença em relação ao modelo anterior (Grand Scénic 3) no que às dimensões diz respeito estende-se a outros campos: com 1660 mm de altura é 15 mm mais alto (incluindo mais 30 mm na altura ao solo para 160 mm), 30 mm mais longo (4634 mm de comprimento total), 20 mm mais largo (1865 mm) e 35 mm mais comprido na distância entre eixos (para um total de 2804 mm).

O novo Grand Scénic surge com cinco opções diesel – incluindo uma com assistência híbrida – e dois a gasolina, numa gama que será adaptada a cada mercado. A versão de Assistência Híbrida preconiza um gerador elétrico e uma bateria de 48 Volts que consegue armazenar a energia decorrente da travagem, assim permitindo que o motor elétrico auxilie o motor térmico na aceleração.

A gama, no entanto, prevê os motores 1.5 dCi 110 com caixa manual de seis velocidades ou automática EDC de sete velocidades, 1.5 dCi 110 Hybrid Assist também com caixa manual e dois blocos Energy dCi de 1.6 litros, de 130 cv (com caixa manual de seis velocidades) e de 160 cv associado apenas a caixa automática EDC de seis velocidades. A gasolina as opções passa pelos blocos Energy TCe de 115 cv e de 130 cv, ambos com caixa manual de seis velocidades.

O Grand Scénic está equipado de série, tal como o novo Scénic, com o inédito (no segmento) sistema de Travagem Ativa de Urgência com deteção de peão (AEBS/Active Emergency Braking System). Esta funcionalidade, disponível entre os 7 e os 60 km/h, complementa o sistema clássico de Travagem Ativa de Urgência (AEBS City e Inter-Urban, ativa entre os 7 e os 160 km/h).

Tal como o novo Scénic, o novo Grand Scénic propõe igualmente o Assistente de Manutenção de Via (LKA/Lane Keeping Assist): ativo entre os 70 e os 160 km/h, este sistema corrige a trajetória em caso de transposição da linha e ajuda a manter o automóvel na via de circulação. Além disso, proposto com alerta de transposição involuntária de via (LDW/Lane Departure Warning), o sistema avisa o condutor através de uma vibração do volante.

Propõe ainda o Alerta de deteção de fadiga, além de cruise control adaptativo (ACC), travagem ativa de urgência (AEBS), regular o alerta de transposição involuntária de via (LDW), alerta de distância de segurança (DW), alerta de excesso de velocidade com reconhecimento dos sinais de trânsito (OSP com TSR), aviso de ângulo morto (BSW) e comutação automática dos faróis de máximos, câmara de marcha-atrás, ajuda ao estacionamento dianteiro, traseiro, lateral e Easy Park Assist (estacionamento em mãos livres).

O novo Grand Scénic deverá ser lançado no mercado no final de 2016.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...