Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Ferrari vence prémio de Motor Internacional do Ano

ferrari_488GTB_4

A Ferrari foi a grande vencedora dos Troféus Engine of the Year (Motores do Ano), que teve lugar esta manhã em Estugarda, na Alemanha.

A marca Italiana arrebatou galardões em diversas categorias, alcançando o mais cobiçado de todos, o prémio International Engine of the Year, ou seja, o de melhor motor internacional do ano com o seu novo V8 bi-turbo que é utilizado para os seus desportivos 488 GTB, 488 Spider e, numa variante ligeiramente alterada, no California T.

O júri é composto por 63 responsáveis oriundos de mais de 30 países diferentes, com estes a concederem ao bloco da marca de Maranello também os galardões nas categorias de Motor de Alta Performance e Novo Motor, a par da categoria de 3 a 4 litros de Cilindrada.

De acordo com Graham Johnson, co-presidente dos Trofeús EotY, o novo motor da Ferrari traduz-se “num imenso salto em frente para os blocos sobrealimentados em termos de eficiência, performance e flexibilidade. É verdadeiramente o melhor motor em produção hoje e será sempre recordado como um dos melhores”.

No capítulo do Motor do Ano Internacional, o bloco transalpino angariou 331 votos contra 278 do sistema híbrido a gasolina da BMW Hybrid de 1.5 litros e três cilindros, ao passo que o 6 cilindros turbo da Porsche ficou com o terceiro lugar do pódio com 267 pontos.

Além disso, o agora em vias de extinção V12 de 6.3 litros da Ferrari também garantiu o prémio de Melhor Motor na Categoria de Mais de 4 litros de cilindrada.

Noutras categorias, o multipremiado motor EcoBoost de 998 cm3 recebeu o prémio de Melhor Motor abaixo de 1 litro, com 348 pontos, batendo o igualmente tricilíndrico da Volkswagen com 999 cm3, que teve 223 pontos.

De 1 litro a 1.4 litros, o vitorioso foi o bloco de 1.2 litros do Grupo PSA de três cilindros, com 228 pontos contra 174 pontos do motor 1.2 do Grupo BMW, também de três cilindros. Já na categoria de 1.4 litros a 1.8 litros, a BMW ocupou as duas primeiras posições, com o bloco 1.5 de três cilindros do sistema híbrido do i8 a granjear 260 pontos e o 1.5 turbo utilizado por exemplo no BMW 116i a ficar com 152 pontos.

A Mercedes-Benz também conta com prémios, vencendo na categoria de 1.8 litros a 2.0 litros, com 209 pontos, contra os 188 pontos do bloco 2.0 litros TFSI da Audi – também utilizado noutros modelos e marcas do Grupo Volkswagen. Por seu turno, a marca de Ingolstadt arrecadou o prémio para o motor dos 2.0 litros aos 2.5 litros com o 2.5 de cinco cilindros empregue no RS3, por exemplo, com quase cem pontos de vantagem sobre o bloco 2.5 da Porsche…

…Que, por sua vez, venceu na categoria dos 2.5 aos 3 litros, com o motor de seis cilindros turbo utilizado no 911 Carrera e restante família, batendo o motor de seis cilindros da BMW M.

Por último, a Tesla venceu o prémio de motor Verde com o seu sistema de propulsão totalmente elétrico em diversos níveis de potência utilizadas no Model S e Model X.

Veja aqui a lista completa de vencedores por classe.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
58% dos profissionais de Marketing e Vendas procura novo emprego