Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Renault, FCA, Daimler e Toyota lideram ganhos nas vendas Europeias em agosto

vendas mercado

Os grupos Renault, Fiat Chrysler Automobiles (FCA) e Daimler foram os que mais beneficiaram em termos de aumentos de quota de mercado no passado mês de agosto na União Europeia, de acordo com os mais recentes dados da Associação Europeia de Construtores Automóveis (ACEA), ao passo que o Grupo Volkswagen apresentou ganhos no oitavo mês deste ano, mas em termos homólogos voltou a perder quota de mercado.

Assim, em agosto deste ano, o Grupo Volkswagen cresceu 6,9% em termos de vendas, para um total de 212.004 unidades matriculadas (face aos 198,385 de igual período de 2015), mas na quota de mercado caiu 0,3%. O grupo germânico continua a evidenciar algum abrandamento devido ao caso das emissões mas parece também começar já a limitar os danos, com todas as suas marcas a apresentarem crescimento de vendas no mês de agosto. A Volkswagen subiu 5,4%, a Audi 7,2%, a Skoda 3,9%, a SEAT uns relevantes 19% (já a sentir o efeito Ateca) e a Porsche 12,3%.

O crescimento de marcas como a Renault e as do grupo FCA prendem-se, em grande parte, com o crescimento acentuado dos mercados do Sul da Europa, onde as companhias têm um peso muito forte, como por exemplo, a Fiat em Itália.

Em termos globais, ou seja, no cômputo dos oito meses do ano, o Grupo Volkswagen apresenta uma perda de 1,2% na quota de mercado face a igual período do ano passado, mas as vendas têm um crescimento de 2,9% que, não sendo muito elevado, permite ao grupo manter-se na senda de números positivos. A Volkswagen, enquanto marca, perde 1% e acaba por ser aquela que mais peso tem nesta quebra de quota de mercado, mesmo que Audi e Skoda cresçam 8,7% e 6,5% respetivamente.

No mês de agosto o segundo construtor que mais vendeu foi a Renault (78,075 unidades), que mostra assim o peso de lançamentos como o Clio, Mégane, Captur e Kadjar no mercado Europeu, embora seja a Dacia que ajuda o grupo a obter aquele ganho neste mês. No total, o grupo Renault ganhou 14,4% em termos de vendas, com a Renault a ganhar 5,3% e a Dacia a subir 36,7% face ao mesmo mês de 2015. No que diz respeito a quota de mercado, o grupo dispôs de 9,5% em 2016 face aos 9,2% de 2015.

O Grupo PSA foi o terceiro melhor em agosto, com um total de 74.635 unidades vendidas, melhorando 3,0% em comparação com o mesmo mês de 2015, ainda que tal não se reflita na quota de mercado que no ano passado havia sido de 9,7% e este ano foi de 9,1%. Ao contrário da Peugeot, que apresentou ganhos de 6,5% em agosto deste ano, a Citroën perdeu 0,3% e a DS uns mais expressivos 14,8%. No caso da Citroën, a espera pelo novo C3 deverá ter pesado nesta variação, já que a nova geração do utilitário está a caminho.

Daimler com agosto forte

Quarta posição no mês de agosto para a Daimler (55,013 unidades) que, graças a uma lista de novos lançamentos – que continua pelos próximos meses – cresceu 18% nas vendas, dispondo de uma quota de mercado de 6,7% contra os 6,3% do mesmo mês do ano passado. Grande responsável por este ganho, a Mercedes-Benz cresceu 20%, ao passo que o da smart foi muito mais ténue, de apenas 0,2%.

Depois, em grande proximidade, surgem três grupos, todos eles com ganhos de vendas em agosto. O Grupo Opel (53.952 unidades) cresceu 5,2% face ao período homólogo de 2015, o Grupo BMW (53.983 unidades) cresceu 6,7% e a Ford (53.734 veículos) subiu 7,8%.

Nota, ainda, para o ganho do Grupo Toyota (37.125 unidades vendidas), que aumentou 18% face a agosto de 2015 e teve uma quota de mercado de 4,5% face aos 4,2% do mesmo mês do ano passado.

Geral: marcas Premium em crescimento

No total dos oito meses, além da apreciação já feita ao Grupo Volkswagen (2.342,196), que perde 1,2% em termos de quota de mercado face a igual período do ano passado, acabam por ser a Renault, FCA, Grupo BMW, Daimler, Kia e Jaguar Land Rover aqueles que melhores valores apresentam em termos de quota de mercado, com estas a apresentarem subidas dignas de menção.

Em termos de vendas, o Grupo PSA surge em segundo lugar, com 998.565 automóveis vendidos, ou seja, um crescimento de 3,7%, mesmo que a quota de mercado tenha diminuído, de 10,6% em 2015 para 10,2% em 2016. Ainda assim, para o crescimento em termos de vendas, há que destacar as prestações de modelos como o 2008, 208 e 308 no caso da Peugeot e do C3 Cactus e C3 no caso da Citroën, sendo de prever que, em ambos os casos, as chegadas do Peugeot 3008 e do Citroën C3 as façam crescer até final do ano.

O Grupo Renault surge em terceiro, com um aumento de 12,2% nas vendas, para 990.794 unidades matriculadas nos oito meses, correspondendo esse aumento a um ganho de quota, de 9,8% para os 10,1% este ano. Captur, Clio, Kadjar e Mégane voltaram a ser os ‘motores’ do crescimento Europeu por parte do Grupo Renault, não sendo também de menorizar a mais-valia dos ganhos da Dacia, que cresceu 10,5%.

A Ford surge no quarto lugar, beneficiando em muito da prestação dos seu bestseller Fiesta no mercado Europeu, matriculando um total de 689.187 automóveis, um aumento de 5,2% face aos primeiros oito meses de 2016. Nos dez primeiros dos construtores da União Europeia, o maior ‘vencedor’ foi, no entanto, o grupo FCA, com um aumento de 15,9% nas vendas, o que lhe permite também aumentar a sua quota de mercado de 6,4% para 6,8% este ano. No total, vendeu nos primeiros oito meses deste ano 667.649 unidades, quase mais 100.000 unidades do que em igual período do ano passado, merecendo destaque as prestações das marcas Fiat (com o 500, 500X e Tipo à cabeça) e Jeep (esta com o Renegade). A própria Alfa Romeo sobe 8,3%, aqui com o efeito Giulia a surgir.

Depois surge o Grupo Opel (662.581), com mais 7,1% nas vendas, merecendo destaque a prestação dos Karl, Corsa e Astra. Surgem, depois, as companhias Premium, que se mantêm em grande destaque, com o Grupo BMW (636.760) a crescer 12,3% e a aumentar a sua quota de mercado de 6,3% para 6,5%, ao passo que a Daimler (590.745) cresce 14% nos oito meses, o que lhe vale um aumento de quota de 5,7% em 2015 para 6,0% em 2016.

A marca de Estugarda tem-se valido de um plano de lançamentos muito forte, sobressaindo modelos como o GLC, Classe A, Classe C e também do novo Classe E. A Toyota (406.161) é a melhor das marcas Japonesas em termos posicionais, surgindo , com um crescimento de 8,2%, com a Lexus em destaque com uma subida superior a 20%.

A fechar o top 10 aparece a Nissan (355.519), com esta a registar um valor negativo em termos de vendas, caindo 1,6%. No que diz respeito à parte final da tabela, nota ainda para os ganhos da Honda (+30,9%), Jaguar Land Rover (+29,6%), Mazda (+21,8%), Suzuki (+15,6%) e Kia (+14,8%).

VEJA AQUI TODOS OS DADOS DE VENDAS.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...