Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

C-Elysée: Citroën renova a sua berlina

A Citroën levantou hoje o véu sobre o seu novo C-Elysée: a berlina de três volumes de abrangência internacional que é um sucesso comercial com mais de 400 mil unidades vendidas desde o seu lançamento no final 2012, em grandes mercados como a China, Turquia ou Argélia, e que foi coroado com três títulos de Campeão do Mundo de Construtores no Campeonato FIA WTCC.

O seu design evolui hoje com a adoção de uma nova secção frontal mais estatutária, de faróis traseiros 3D, novos embelezadores e uma nova jante de liga leve de 16 polegadas, para além de duas novas cores exteriores. Conhecido pelo seu conforto e habitabilidade, o modelo vê-se enriquecido com um conjunto de tecnologias que facilitam a condução, graças ao Citroën Connect Radio e ao Citroën Connect Nav 3D, com touchscreen de 7 polegadas.

Produzido em Vigo (Espanha), o novo C-Elysée inicia a sua comercialização no primeiro trimestre de 2017.

Berlina atraente e equilibrada, o C-Elysée adota agora uma nova secção dianteira, completamente redesenhada. O seu novo para-choques permite-lhe adotar os códigos estilísticos da marca nas berlinas internacionais e expressar um maior estatuto, robustez e amplitude.

A nova grelha e os chevrons cromados estendem-se, fundindo-se com os faróis dianteiros, projetores que foram completamente redesenhados. Não só ganharam volume como cada um integra dois cones cromados que lhe dão um toque de modernidade. Esta continuidade entre a grelha e o sistema de iluminação aumenta a perceção da largura do modelo, impressão que é ainda reforçada na parte inferior do para-choques pela entrada de ar horizontal que se junta aos novos faróis de nevoeiro. Este conjunto de peças garante ao modelo um melhor posicionamento visual, reforçando os seus níveis de proteção. Por fim, uma nova assinatura luminosa em LED foi colocada acima dos faróis de nevoeiro para reforçar a assinatura da nova frente, dando-lhe um cunho decididamente mais estatutário.

Na secção traseira, o novo C-Elysée adota faróis de efeito 3D que permitem também reforçar a perceção da largura do modelo e reforçar a sua elegância. Visto de lado, são duas as novas propostas disponíveis na medida de 16”, nomeadamente novos embelezadores 3D a duas cores e uma jante de liga leve ‘San Diego’. Esta nova silhueta pode revestir-se de dois novos tons, mais modernos: um Azul Lazuli, que substitui o Azul Teles, e um Cinzento Acier que substitui o Cinzento Aluminium.

No interior, o painel de bordo integra uma faixa de decoração na frente do passageiro dianteiro, declinada de acordo com o nível de acabamento. O painel de bordo evoluiu para destacar o novo touchscreen de 7” e o cluster de instrumentação adota um novo grafismo nos mostradores com maior clareza – nas versões mais equipadas da gama há, no meio do cluster, uma nova matriz a branco que reúne as informações de condução.

Mantendo um exterior compacto, o novo sedan oferece um espaço digno dos maiores veículos de maior dimensão e uma grande bagageira, com 506 litros de capacidade.

Em relação ao sistema de infoentretenimento, há a destacar o Citroën Connect Radio (nova geração de touchscreen, compatível com Android Auto & Carplay, multimédia com 4 altifalantes e rádio AM/FM, entre outros) e o Citroën Connect Nav 3D (novo sistema de navegação 3D, táctil e conectado em tempo real).

Este novo C-Elysée irá contar com um leque de mecânicas adaptadas às diferentes regiões do mundo onde é comercializado: no capítulo gasolina conta com o bloco PureTech 82, disponível com caixa de velocidades manual, ou VTi 115, com caixa de velocidades manual ou a caixa automática de 6 velocidades de última geração EAT6, enquanto a oferta diesel divide-se entre os motores HDi 92 e BlueHDi 100.

[youtube height=”HEIGHT” width=”WIDTH”]PLACE_LINK_HERE[/youtube]

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus