Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

VW anuncia planos para reconverter fábricas para modelos elétricos

A mudança de paradigma do grupo Volkswagen está a todo o vapor e a companhia alemã vem agora anunciar que irá reconverter fábricas para a produção de modelos elétricos.

Quase tudo se joga, neste momento, na capacidade do grupo Volkswagen conseguir que a nova plataforma Modular Electric Drive Kit, conhecida como MEB, seja bem-nascida e que possa suportar aquilo que a espera a partir de 2020.

A plataforma MEB terá a capacidade de oferecer valores de autonomia próximos dos obtidos nos veículos com motor de combustão interna, sendo que o objetivo é chegar aos 600 quilómetros de autonomia com uma única carga. Além disso, deverá ser capaz de recarregar 80% da bateria em apenas 15 minutos. Para isso a plataforma é, basicamente, uma bateria gigantesca de 101 kWh, fina, colocada no fundo do carro e dois eixos que podem receber um motor elétrico, proporcionando assim tração dianteira, tração traseira ou integral, pois pode funcionar com dois motores ao mesmo tempo. As suspensões são independentes nos dois eixos.

Esta plataforma tem capacidade para servir de base a veículos híbridos, pelo que entrará em funções logo em 2019, com este tipo de modelos, para em 2020 ser dado o pontapé de saída para as versões puramente elétricas.

Para satisfazer o ambicioso plano de Matthias Muller, o CEO do grupo VW, algumas unidades de produção vão ser reconvertidas, sendo que a primeira delas será a de Zwickau, na Saxónia. Isto porque a nova plataforma não pode ser produzida onde hoje nascem os restantes modelos do grupo.

Mas a VW já anunciou que a fábrica de Wolfsburg e a de Emden vão receber modificações para produzir modelo com base na plataforma MEB.

No calendário, ainda secreto, de lançamentos da Volkswagen, no primeiro lugar estará o I.D., o modelo com o tamanho do Golf e já apresentado como protótipo e com uma autonomia de quase 500 quilómetros. Surgirá em 2020, seguindo-se em 2021 o “Pão de forma” do Século XXI, igualmente já revelado como protótipo.

A dois anos de começar o tal programa elétrico do grupo VW, tudo está a movimentar-se a todo o vapor, a unidade de produção “Transparent Factory” de Dresden foi remodelada para a produção do Golf elétrico que começa a sua produção em abril. Depois será o assalto aos Estados Unidos, querendo a VW produzir modelos destes no país de Donald Trump, embora não hajam rumores de que a fábrica de Chattanooga venha a ser convertida.

Estranho mesmo é ver o maior construtor mundial com importante interesses e parque de fabricação instalado na produção de modelos com motor de combustão interna, esteja disposto a abrir mão de tudo e converter essas unidades de produção em fábricas de modelos elétricos.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...