Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

DS7 estreia sistemas de condução autónoma nível 2 da PSA

A PSA vai estrear os sistemas de nível 2 de condução autónoma no novo DS7 Crossdoback, que chegará ao mercado no próximo ano, reporta a Automotive News Europe, adiantando que entre os sistemas do novo SUV da marca premium do grupo estará o estacionamento automático sem condutor e a manutenção em faixa de rodagem e cruise control adaptativo de última geração.

Foto: PSAA escolha da DS para inaugurar algumas das novas tecnologias inscreve-se na estratégia do grupo posicionar a sua marca mais jovem com uma oferta high-tech e premium. Os sistemas estreados no DS7 serão depois gradualmente introduzidos em modelos das gamas Peugeot e Citroen, as duas outras marcas do grupo.

A PSA já oferece hoje sistema de condução autónoma de nível 1 de ajuda ao condutor, incluindo o cruise control adaptativo, a travagem automática de emergência anticolisão frontal e anti atropelamento de peões e o sistema de ajuda à manutenção na faixa de rodagens, que estão disponíveis nos níveis de equipamento superiores ou como opcionais nas gamas 208, 308, 2008, 3008, 5008 e no furgão de passageiros Traveller. Estes sistemas integram também alguns modelos Citroen, como o C3, C4 Picasso e o furgão Spacetourer.

A PSA está a realizar testes de estrada com condutores do dia-a-dia, não especializados, de sistema de condução autónoma dos níveis 3 e 4, nos quais já é possível circular sem intervenção do condutor com toda a segurança.

Os sistemas destes níveis ainda não são legais na Europa, mas a PSA conseguiu uma autorizaçºao especial para fazer testes com cinco protótipos, em colaboração com os seus parceiros tecnológicos, como a Bosch, Valeo, ZF/TRW e Safran.

Leaderboard Reporta revela atraso da PSA

Um novo “Leaderboard Report” realizado pela Navigant Research sobre a posição competitiva dos fabricantes de automóveis no que diz respeito à condução autónoma, divulgado na semana passada, classifica a PSA na 11ª posição de um ranking de 18. O ranking pondera vários critérios, como as parcerias, a estratégia de introdução no mercado e de produção, o marketing, o portfolio de produtos e o nível der atualização tecnológica.

O ranking posiciona a Ford, General Motors, Aliança Renault-Nissan Alliance e Daimler no grupo mais avançado, seguido de perto por um segundo grupo, que inclui o Grupo Volkswagen, BMW, Waymo (Google) e Volvo/Autoliv/Zenuity.

A PSA aparece um pouco mais atrás, num terceiro grupo, a par da Delphi, Hyundai Motor, Tesla, Toyota e ZF.

Este grupo inclui fabricantes e fornecedores que dispõe da infraestrutura e da capacidade para avançar com a condução autónoma, mas que foram conservadores na decisão de iniciar a produção. Deste conjunto, a mais agressiva na recuperação é a Tesla, refere o relatório.

Entrevistado pela Automotive News Europo, um dos relatores do estudo referiu que se a General Motores licenciar as suas tecnologias de condução autónoma à PSA, no âmbito dos acordos de compra da Opel/Vauxhall, o grupo francês poderá recuperar o seu atraso. Mas a mesma fonte adiantou ser “pouco provável” que isso venha a acontecer.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...