Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Resultados da BMW sobem 27% com a participação na HERE

Os resultados antes de impostos do Grupo BMW cresceram 27% no primeiro trimestre, numa base de comparação homóloga, para 3,01 mil milhões de euros, devido à valorização da sua participação na HERE, uma empresa especializada em mapas para sistemas de navegação, reporta a agência Reuters

Foto: HEREAs ações da HERE subiram, depois de a Intel ter anunciado a compra de 15% do capital da empresa, valorizando a posição da BMW em mais 183 milhões de euros. Além da BMW e da Intel, a HERE tem como acionistas a Audi e a Mercedes-Benz.

Para a melhoria de resultados do Grupo, contribuiu ainda o aumento dos lucros da joint-venture com a Brilliance Automotive, na China.

Os resultados ligeiramente acima dos 3 mil milhões de euros ultrapassaram as estimativas do painel de analistas da Thomson Reuters, que apontavam para valores entre os 2,25 e os 2,38 mil milhões.

O volume de negócios subiu 12% no trimestre, para 23,5 mil milhões de euros, batendo as previsões dos analistas, que apontavam para os 22,1 mil milhões.

A BMW espera que o seu volume de vendas cresça este ano entre 5,0% a 5,5%, com uma subida de 10% na China, de acordo com declarações à Reuters do administrador responsável pelas vendas e o marketing, Ian Robertson, à margem do Salão Automóvel de Xangai.

No ano passado, o Grupo, que além da BMW integra a MINI e a Rolls Royce, vendeu 516.355 veículos na China, 11% mais do que em 2015.

A BMW vai iniciar este ano a produção na China de um sexto modelo, na unidade da joint-venture com os chineses Brilliance Automotive, que já monta os BMW Série 5 e Série 1 e o SUV compacto X1.

A BMW vai também apostar na produção local de veículos elétricos e híbridos, em linha com as novas regras anti emissões que o governo chinês se prepara para anunciar e que exigem aos fabricantes uma quota de 7% do total de vendas para veículos elétricos e híbridos plug-in, já em 2020, e de 15%, a partir de 2025.

A BMW comunicou, entretanto, que espera um ligeiro aumento nos seus resultados antes de impostos de 2017 e uma margem operacional do seu negócio automóvel entre os 8% e os 10% das vendas. No primeiro trimestre, a margem ficou nos 9%, ligeiramente abaixo dos 9,4% registados no período homólogo do ano passado.

O Grupo BMW vai divulgar os seus resultados trimestrais no próximo 4 de maio.

 

 

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...