Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

MG confirma regresso à Europa em 2019

Os chineses da SAIC Motor confirmaram que a MG vai regressar à Europa continental e que os primeiros modelos da mítica marca britânica começarão a ser vendidos no final de 2019.

Desde 2011 que os MG são vendidos no Reino Unido, o país de origem da marca, mas o lançamento nos restantes países europeus tem sido sucessivamente adiado, devido às vendas abaixo do esperado no mercado britânico. No ano passado, a MG vendeu 4195 veículos no Reino Unido, 33% acima dos registos de 2015, segundo os dados da JATO.

Aposta nos SUV e segmentos de maior volume

No seu regresso aos mercados da Europa continental, a MG apostará nos SUVs e nos hatchbacks subcompactos e compactos, os segmentos de maior volume de vendas e com maiores taxas de crescimento.

Foto: MG A gama de modelos MG na Europa incluirá os SUVs subcompacto ZS e a nova geração do compacto GS (foto) e o utilitário MG3.

O sucesso das marcas chinesas na Europa é uma alavanca para as vendas na China, pois a popularidade da Europa é um dos fatores que faz as marcas mais apetecíveis para os consumidores chineses.

No ano passado, a SAIC, parceira da VW e da General Motors na China, criou uma nova empresa no Luxemburgo, denominada Mobility, para servir como base das suas vendas na Europa continental. A empresa está neste momento a desenvolver contactos com concessionários para a montagem de uma rede de distribuição, que será complementada por uma forte aposta nos canais de venda digitais.

“A MG é como a Alfa Romeo”

A MG está ausente da Europa continental há doze anos, quando os chineses compraram a marca, evitando a falência quase certa. Apesar desta longa ausência, os responsáveis do grupo chinês estão otimistas. “A MG é como a Alfa Romeo. É muito difícil destruir a marca e esquecer os bons velhos tempos”, explicou à Automotive News Europe, o CEO da SAIC na Europa, Pieter Gabriels.

A SAIC tomou o controlo da MG depois de se ter fundido, em 2007, com a Nanjing Automobile, que tinha os ativos da MG Rover, na sequência da falência da empresa dois anos antes.

Depois do encerramento na sua fábrica em Longbridge, no Reino Unido, a MG regressou ao mercado britânico em 2011, importando automóveis produzidos na China.

 

 

 

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...