Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Tesla quebra o enguiço do mercado chinês

A Tesla importou 4799 veículos dos modelos Model S e Model X para a China, no primeiro trimestre do ano, mais 350% do que no período homólogo do ano passado, confirmando que as dificuldades iniciais da marca no mercado chinês parecem ultrapassadas.

Foto: TeslaNa China, devido aos impostos e às taxas aduaneiras, um Tesla custa 50% mais do que na Europa ou nos EUA, o que tem limitado as vendas no país.

Se mantiver o ritmo do primeiro trimestre, a China poderá transformar-se num importante mercado para a Tesla, duplicando já este ano os 1000 milhões de dólares de vendas em valor do ano passado e representando cerca de 20% do volume de negócios mundial da empresa.

A China tem em curso um rigoroso programa de controlo de emissões e de incentivos aos veículos elétricos, que vão transformá-la muito em breve no maior mercado mundial deste tipo de automóveis. A hipótese de a Tesla vir a instalar uma fábrica no país, em parceria com um grupo chinês, evitaria o pagamento de tarifas aduaneiras correspondentes a 25% dos veículos importados e o pagamento do IVA a 17%, permitindo à Tesla reduzir o preço dos seus modelos em cerca de 35% e beneficiar dos incentivos governamentais. O CEO Elon Musk, admitiu à revista Fortune que a Tesla poderá começar a produzir na China já em 2017 ou em 2018.

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...