Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

VW Golf GTE e e-Golf chegam hoje a Portugal

As versões elétrica e híbrida do novo Volkswagen Golf chegam hoje ao mercado nacional, completando a gama de motorizações do modelo mais popular da marca.

Foto: VWO 100% elétrico e-Golf e o hibrido recarregável Golf GTE 1.4 TSI Hybrid Plug-in completam a gama do modelo mais vendido da Volkswagen. Com a chegada destas duas novas motorizações, o Golf passa a ser um dos poucos automóveis no mundo que pode ser adquirido com todos os tipos de motores mais comuns, desde os convencionais propulsores de combustão gasolina, diesel, ou bifuel gasolina/gás natural comprimido (GNC), aos hibrídos plug-in e 100% elétricos.

O Golf GTE e o e-Golf estão disponíveis apenas com a carroçaria berlina de 5 portas e com um único nível de equipamento. Exteriormente, as diferenças face a um Golf com motor de combustão são pequenos detalhes, como as faixas azuis com que a Volkswagen identifica os seus modelos elétricos, as placas e-Golf e GTE e, no caso do 100% elétrico e-Golf, a ausência dos tubos de escape na traseira. Em tudo o resto, são iguais a um Golf normal.

As grandes diferenças escondem-se debaixo da carroçaria e no painel de instrumentos, ajustado às necessidades de um veículo elétrico, com informações específicas, como o tipo de propulsão (gasolina ou elétrico, no caso do GTE), o modo de condução ou a autonomia.

O e-Golf está disponível em Portugal por 40 mil euros, ao nível de um 2.0 TDi 150 cv com nível de equipamento Highline, e o 1.4 GTE Plug-in Hybrid por 45 mil euros, em linha  com o GTD 184 cv.

GTE: O desportivo ecológico

O Golf 1.4 TSI GTE é animado pelo já conhecido sistema híbrido plug-in da Volkswagen, combinando um bloco gasolina turbo 1.4 TSI de 150 cv com um motor elétrico de 102 cv, o que resulta numa potência combinada de 204 cv. É alimentado por um pack de baterias de iões de lítio com 8,7 kWh de capacidade. O sistema tem acoplado uma caixa automática de dupla embraiagem DSG de 6 velocidades, desenvolvida especialmente para este tipo de sistema de propulsão.

Foto: VWHá quatro diferentes modos de condução que gerem a utilização dos motores de modo a otimizar o consumo, com base nos dados do sistema de navegação e na topografia. No modo E-Mode, a GTE anda 100% elétrico, podendo percorrer até 50 quilómetros. É a opção ideal para os pequenos trajetos em cidade. Em modo Hybrid, os dois motores funcionam cada um por si, ou em conjunto, de forma a melhorar a eficiência. O modo GTE transforma o Golf num compacto desportivo, recorrendo à máxima capacidade de ambos os motores. O modos Battery Charge  carrega a bateria em andamento, a partir do motor de combustão, caso seja necessário.

Dependendo do modo de condução e graças ao motor de combustão do sistema híbrido, o Golf GTE pode percorrer um total de 850 quilómetros até esgotar a carga das baterias ou esvaziar o depósito de combustível.

A bateria pode ser recarregada a 100% em 3h45 numa vulgar tomada elétrica de 230 volts e 10 amperes, ou em 2h15 num carregador de 16 amperes.

Foto: VWFazendo jus à sigla GT que ostenta, o GTE comporta-se como um desportivo, acelerando dos 0-100 Km/h em 7,6 segundos.

Tem um consumo médio combinado entre 1,6/100 Km e 1,8l/100 Km de gasolina, um consumo combinado entre 11,4 e 12 kWh/100 Km de energia elétrica, com emissões entre os 36 e os 40 g de CO2/km.

e-Golf: mais 50% de autonomia

O e-Golf é a versão 100% elétrica do Golf 2017 e substitui o modelo com o mesmo nome que a Volkswagen lançou em junho de 2014. As mudanças mais importantes são ao nível do motor, que se apresenta agora com uma autonomia aumentada em cerca de 50%, em resultado de uma nova bateria de iões de lítio com capacidade reforçada em 11,6 kWh, para 35,8 Kwh.

Foto: VWO motor elétrico é o mesmo do modelo anterior, mas está 15 kW mais potente, graças a uma gestão mais eficiente, atingindo os 136 cv (100 kW) de potência e um binário máximo de 290 Nm, superior em 20 Nm ao do anterior e-Golf. Medido pelas normas NEDC, o consumo anunciado do e-Golf em percursos mistos estrada/cidade é de 12,7 kWh/100 km/h, com zero emissões de CO2.

A autonomia homologada pela NEDC ultrapassa os 300 quilómetros, o que se traduz, na prática a um máximo de  200 quilómetros em condições normais de condução e se recorremos ao modo de condução ECO+.

É melhor que a do atual Nissan Leaf, está em linha com a do BMW i3, mas é inferior à do novo Renaul ZOE 40

A bateria pode ser carregada até 80% da sua capacidade numa hora num posto de carregamento rápido. A carga a 100% numa wallbox doméstica de 7,2 W de 240 volts demora seis horas.

Foto: VWO aumento de potência melhorou o desempenho dinâmico deste e-Golf, que acelera dos 0-100 Km/h em 9,6 segundos, menos 0,8 segundos que o anterior, e atinge uma velocidade máxima de 150 Km/h, 10 Km/h superior.

Upgrade de segurança e equipamentos

Como nos restantes membros da família Golf, a maioria das diferenças de design exterior dos novos e-Golf e Golf GTE, face aos modelos pré-restyling, são detalhes visuais e pouco percetíveis. Os pára-choques foram redesenhados e na frente integram agora faróis LED com a já tradicional faixa azul dos modelos elétricos da marca e os piscas traseiros são full LED e animados.

As grandes diferenças estão no interior, com uma panóplia de equipamentos e de sistemas de segurança que fazem do Golf 2017 o mais equipado e seguro Golf de sempre.

Foto: VWComo no resto da gama Golf, Golf integram vários sistemas de ajuda à condução, desde a travagem de emergência anti colisão frontal com detetor de peões, o cruise control inteligente com arranque e travagem automática nos engarrafamentos (com velocidades até 60 Km/h), detetor de veículos no ângulo morto de ultrapassagens ou o alerta de mudança involuntária da faixa de rodagem, assistente de manutenção na faixa de rodagem, faróis inteligentes com comutação automática de luzes de máximos e reconhecimento de sinais de trânsito. Os faróis LED à frente e atrás são de érie.

No interior, o ar condicionado automático, o porta luvas com compartimento refrigerado, o painel de instrumentos virtual com ecrã de 12,3 polegadas e o sistema de informação e entretenimento Discover Pro, com navegação, ecrã touch de 9,2 polegadas, controlo por voz e gestos e integração total de smartphones externos, constam da muito vasta lista de equipamentos disponíveis de série ou opcionais.

 

VOLKSWAGEN GOLF 1.4 GTE

Motor Sistema híbrido com motor 1.4 litros TSI turbo gasolina e motor elétrico Potência combinada 201 cv Binário máximo 350 Nm Transmissão caixa automática de 6 velocidade Tração dianteira Aceleração 0-100 Km/h 7.6 segundos Consumo 1,6/100 Km e 1,8l/100 Km de gasolina, um consumo combinado entre 11,4 e 12 kWh/100 Km de energia elétrica Emissões CO2 40g/km Preço 44.690.85 euros.

 

VOLKKWAGEN E-GOLF

Motor elétrico Potência 136 cv Binário máximo 290 Nm Velocidade máxima 150 km/h Aceleração 0-100 Km/h 9,6 segundos Consumo energia 2,7 Kw/100 Km Emissões CO2 0 g/km Preço 40.462.57 euros.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Airbus vai ter open day. Há 90 vagas para fábrica portuguesa
Marketeer
Trotinetes hive chegam à app Free Now