Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Nissan quer quota superior a 5,1% em Portugal

Com os novos Micra e Qashqai, a Nissan quer garantir, este ano, uma quota de mercado em Portugal superior a 5,1%, anunciou Guillaume Masurel, Diretor Geral da marca, na apresentação dos resultados anuais.

Por Jorge Reis

Foto: Nissan

Em termos de produtos, 2017 será assim marcado pela chegada do novo Nissan Micra, um carro agora apontado para uma posição de destaque no coração do segmento B, e ainda pela nova geração do Nissan Qashqai (foto), o crossover que é referência do seu segmento e que recebe também ele este ano uma nova geração, procurando manter a liderança entre os SUV que detém há uma década. O Qashqai fechou 2016 com uma quota no segmento dos SUV compactos de 30,5%, correspondente a 5754 exemplares vendidos, mais 793 que no ano anterior.

Dando conta daquilo que tem sido a presença da Nissan no mercado nacional, Guillaume Masurel, Diretor Geral da Nissan Portugal apontou o crescimento do mercado que, nos últimos quatro anos, aumentou 79%. Nesse período, a Nissan, líder entre as marcas asiáticas, cresceu 127% terminando o ano fiscal de 2016 com uma quota de mercado de 5,1%, no terceiro lugar em Portugal no mercado de particulares de acordo com os indicadores ACAP – Market Dealer.

Ainda em relação aos resultados a 2016, Guillaume Masurel destacou ainda o crescimento na área do após-venda em mais 4% do que no ano anterior, um sector que subiu nos últimos quatro anos em mais 29%. Para tudo isto, os pilares apontados como responsáveis pelo crescimento sustentado foram a qualidade, o sucesso dos crossovers e dos veículos elétricos, segmento no qual a Nissan é líder à frente da Renault e da BMW.

A nível mundial a Nissan detém uma quota de mercado de 5,6%, sendo a quarta marca em volume de vendas, atrás de Toyota, Volkswagen e Ford.

Perante os resultados agora apresentados, o responsável máximo pela Nissan em Portugal aponta para o futuro com optimismo, com a marca a ter em atenção questões como a condução autónoma e o crescimento do interesse pelos veículos eléctricos. Num mercado com tendência de crescimento, a Nissan aponta como metas uma quota de mercado acima dos 5,1%, melhores resultados na área do após-venda e o crescimento na implementação da marca junto do consumidor, uma maior aposta na penetração no mercado de frotas e empresas, em detrimento do rent-a-car.

 

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...