Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

China adia 12 meses data para quotas de elétricos

DRO governo chinês adiou um ano, para 2019, a data de entrada em vigor do seu objetivo mínimo de vendas de veículos elétricos e híbridos.

Em setembro do ano passado, as autoridades chinesas tinham proposto que pelo menos 8% das vendas de automóveis no país fossem de veículos elétricos ou elétricos plug-in, a partir de 2018, para limitar a poluição atmosférica e as emissões de gases para a atmosfera.

Mas depois de uma reunião com a chanceler alemã Angela Merkel, em Berlim, na semana passada, o primeiro-ministro chinês Li Keqiang, terá aceite que a data fosse adiada 12 meses, refere a imprensa económica alemã.

A China é um mercado vital para a Volkswagen, Daimler e BMW, os três grandes grupos automóveis alemães.

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...