Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

O novo SEAT Ibiza é um topo de gama. Veja porquê (com vídeos)

A quinta geração do SEAT Ibiza chega ao mercado este fim-de-seman, recheada de tecnologias, com muito mais espaço interior e uma gama de motores bem escalonada – estará disponível a partir dos 15.355 euros, para já apenas com carroçaria 5 portas, confirmando o fim da versão coupé SC de 3 portas.

Foto: SEAT

Representante da SEAT no muito competitivo segmento B de automóveis utilitários, o mais importante na Europa e em Portugal, o Ibiza é um modelo estratégico para a marca. É não só o modelo mais vendido da marca, como um dos três pilares do seu plano de crescimento, a par com o Leon e com a nova gama de SUV.

As motorizações gasolina 1.0 e 1.5 TSI estarão disponíveis a partir 15.355 euros. As versões Diesel chegarão mais para o final do ano com o 1.6 TDI a partir dos 20.073 euros.

Consulte aqui todos os preços do Ibiza e das opções disponíveis

Desde o lançamento da primeira geração, em 1984, o Ibiza soma já 5,4 milhões de unidades vendidas, sendo o modelo de maior sucesso na história da marca.

 

Exteriormente, o novo Ibiza segue a linha de design estreada com o Leon, apresentando-se com um indisfarçável ar de família, sobretudo quando visto de frente. Uma das novidades são as luzes dianteiras LED.

Está disponível nos habituais quatro níveis de equipamento da marca: Reference, Style, XCellence e FR.  O FR é o nível mais dinâmico e tecnológico, distinguindo-se pelo difusor traseiro e pelo seu para-choques dianteiro específico, a que soma uma suspensão desportiva mais dura e regulável com dois modos de condução (Normal e Sport) e um pack interior exclusivo em preto. O topo de gama XCellence tem como objetivo cativar clientes que gostam de carros recheado de equipamento e valorizam um ambiente mais elegante e luxuoso. Em linha com o seu posicionamento, oferece também dois modos de condução, neste caso o normal e o confort.

Os dois níveis têm preços equivalentes, apesar de se dirigirem a públicos bem diferentes.

Tecnologia importada dos segmentos superiores

O Ibiza importa ajudas ao condutor do Leon e do Ateca, algumas delas pouco comuns no seu segmento. Da lista fazem parte os sistemas anti colisão frontal e anti atropelamento de peões, o arranque e travagem automático no trânsito em cidade, o cruise control adaptativo, o acesso sem chave com botão de arranque, os sensores de estacionamento dianteiros e traseiros e a câmara de visão traseira.

No interior, destaque para carregador de smartphones sem fios, por indução, com amplificador de sinal GSM. O sistema de informação e entrenimento integra um enorme tablet central de 8 polegadas, com opção Mirror Link, que transfere para o ecrã os conteúdos e as aplicações de smartpnhoes externos, através do Apple Car Play e Android Auto, bluetooth e rádio digital.

Para os verdadeiros melómanos, a SEAT tem a opção do sistema de som BeatsAudio, com um processador digital (DSP), sete colunas Premum e amplificador de 8 canais e com uma potêncioa de 300 watts.

Motores de 95 a 115 cv

A gama de motorizações contempla o bloco 3 cilindros gasolina turbo 1.0 TSI, declinado em versões de 95 e 115 cv e o turbodiesel 1.6 TDI disponível com 80, 95 e 115 cv. Os modelos menos potentes têm acoplada uma caixa manual de 5 velocidades. Nos restantes a caixa é a manual de 6, podendo, como opção, dispor da transmissão automática de dupla embraiagem DSG de 7 velocidades. Para mais tarde está prometida a chegada do novo 1.5 TSI de 150 cv, com caixa de 6 velocidades.

Em Portugal, a aposta da marca para o segmentos dos particulares será a versão com motor 1.0 TSI 115 cv, com o nível de equipamento FR. Para frotas, o coração de gama será o 1.6 TDI.

O Ibiza estreia a nova plataforma MQB AO do Grupo Volkswagen, a mesma que servirá de base aos novos VW Polo e Skoda Fabia e aos SUV do segmento B, como o SEAT Arona, o Vokswagen T-ROC e Skoda Karoq.

Foto: SEAT

Esta nova plataforma garante um espaço interior maior, bem visível no Ibiza 2017, que apesar de 2 milímetros mais curto que o modelo anterior. é mais largo 87 mm, oferecendo mais 35 mm de espaço para as pernas, mais 24 mm de largura ao nível da cabeça à frente e 17 mm atrás e mais 42 mm de largura para os bancos. A distância entre eixos aumentou 95 mm, para 2564 mm e a capacidade da bagageira cresceu 63 litros, para um total de 355, quase ao nível de 380 litros do Leon, valor que a SEAT reclama como o melhor da categoria.

 

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Quantas faltas justificadas pode dar no trabalho?
Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players