Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Marchionne revela: FCA sem interesse pela mobilidade

O CEO da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Sergio Marchionne, revelou que, apesar de muitos dos principais construtores automóveis apostarem no negócio da mobilidade, tal não faz parte dos seus planos.

Em entrevista ao Automobile Magazine, Marchionne foi peremtório em afirmar que não quer entrar no mercado da mobilidade.

“Ao contrário do que alguns dos meus colegas podem pensar, não acredito que estejamos [os fabricantes automóveis] no negócio da mobilidade. Não movemos as pessoas. Houve uma altura em que se começaram a comprar empresas de aluguer de viaturas porque se pensou que era um canal de vendas fácil”, afirmou Marchionne.

“Por razões semelhantes, entrou-se no negócio do financiamento. Mas, no final do dia, estamos apenas a criar ferramentas que permitirão às pessoas se tornarem mais móveis. E eu não quero comprar uma espécie de máquina de distribuição como a GM fez ao pagar 500 milhões de dólares por uma participação de 10% na Lyft “, concluiu Marchionne.

Opinião bastante contrária tem, por exemplo, a Ford que tem defendido com bastante empenho a transformação da companhia numa empresa de mobilidade, à medida os consumidores vão cada vez mais preferindo os serviços de mobilidade em detrimento de possuírem viatura própria. Também a BMW e a Daimler têm vindo cada vez mais a apostar na mobilidade.

Ideia bastante próxima de Marchionne parece ter Chris Bryant do site Bloomberg que sugere que os fabricantes de automóveis estão a gastar dinheiro “sem conta” na mobilidade, à espera que “alguma coisa aconteça”, mas que não se devem esquecer que a sua razão de existirem ainda passa pelo número de veículos vendidos.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...