Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Tata cancela desenvolvimento do desportivo TAMO Racemo

Meses depois de apresentado no Salão de Genebra, o desportivo TAMO Racemo não terá continuação: a indiana Tata confirmou que o projeto foi abandonado. A ideia de criar uma sub-marca para desportivos TAMO também não será materializada.

A informação foi confirmada pelo presidente do grupo Tata, durante uma reunião com os acionistas da empresa, que apontou para a queda de vendas em segmentos-chave da companhia como a principal razão para a tomada de decisão.

A marca irá agora concentrar esforços nos produtos da sua gama atual, especialmente no setor comercial que tem sido o segmento mais afetado pela queda nas vendas.

Apresentado em março deste ano em Genebra, o TAMO Racemo foi apelidado o “primeiro automóvel ‘Phygital’ (a junção entre físico e digital) da Índia” já que fazia da conetividade uma das suas mais valias: dados sobre navegação, geo-localização e análise do comportamento ficam guardados e sempre acessíveis na Nuvem. Esta aposta no mundo digital teria o seu culminar com o Racemo+ (versão de competição) que – ainda – pode ser “experimentado” no jogo da Microsoft Forza Motorsports.

Em termos de performance, o desportivo indiano contava com motor tricilíndrico de 1.2 litros de 190 CV e 210 Nm de binário, que lhe permitia ir dos 0 aos 100 km/h em menos de seis segundos. A caixa de velocidades era automática de seis relações.

 

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Quantas faltas justificadas pode dar no trabalho?
Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players