Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Audi com novo recorde de vendas em 2017

A Audi AG aumentou as suas vendas globais pelo oitavo ano consecutivo. Apesar de uma agitada primeira metade do ano, a marca alcançou um novo recorde: cerca de 1.878.100 unidades vendidas, o que representa um aumento de 0,6%.

Foto: Audi

Nos seus três principais mercados, a Audi vendeu mais em 2017 do que no ano anterior: nos Estados Unidos, conquistou novos recordes de vendas mês após mês e fechou o ano de 2017 com um crescimento de 7,8%; na China, a Audi não só conseguiu compensar os números de vendas menos positivos do primeiro semestre do ano, como também alcançou um aumento acumulado de 1,1% no final do ano; na Alemanha, as vendas também ultrapassaram o total de 2016, com um aumento de 0,4%.

“Apesar de uma situação muito desafiadora, conseguimos um crescimento positivo em todos os principais mercados em 2017 e estabelecemos um novo recorde nas vendas em todo o mundo. Cada um dos nossos mercados contribuiu para esse resultado. Isso demonstra a atração dos nossos clientes pelo nosso portfólio de produtos”, destaca Bram Schot, Membro do Conselho de Administração para as Vendas e Marketing da Audi AG.

Desde junho, a Audi conseguiu regressar ao crescimento de vendas na China, mês após mês, chegando ao final do ano com um saldo positivo: no período de janeiro a dezembro, a Marca aumentou as vendas em 1,1 por cento, para 597.866 veículos. O maior número de sempre, o que permite à Audi continuar a manter a sua liderança no mercado premium chinês.

A Audi América também alcançou outro ano de sucesso, apesar do declínio do mercado geral. A Audi foi o único fabricante premium nos Estados Unidos a crescer de forma constante em 2017, com um aumento de 7,8 por cento, para um total de 226.511 unidades. Em dezembro de 2017, a Marca também comemorou o seu 84º mês recorde consecutivo (+ 16,3 por cento, o equivalente a 26.977 unidades).

Apesar das numerosas incertezas políticas e económicas, as vendas na Europa aumentaram 0,4 por cento, para cerca de 860.600 veículos. Além da Alemanha (+ 0,4 por cento, para 294.544 veículos), também a Itália (+ 10,5 por cento, para 68.954) e França (+3,6 por cento, para 63.980) alcançaram novos recordes anuais. A desaceleração do mercado no Reino Unido teve um impacto negativo nos resultados gerais: com 175.217 unidades vendidas e um retrocesso de 1,3 por cento, o total de vendas da Audi no Reino Unido superou, no entanto, um mercado global em declínio.

O aumento da procura pelos modelos Q (+ 10,8 por cento, para cerca de 689.150 veículos) foi um fator importante no crescimento da Marca dos quatro anéis em 2017. Mais de um em cada três modelos vendidos pela Audi foi, portanto, um SUV. O Q2 foi o modelo mais vendido na Europa. Além da Alemanha (23.167 unidades), outros importantes mercados para o Q2 foram o Reino Unido (12.636) e Itália (11.068). Também as vendas globais do Audi Q3 aumentaram mais uma vez em dezembro (+ 11,3 por cento, para cerca de 20.950 unidades). No global, em 2017, o membro mais bem-sucedido da família Q foi o Audi Q5, com cerca de 281.850 unidades vendidas. O Audi Q7 também registou um aumento das vendas, em 3,9 por cento.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...