Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Grupo Renault com melhor ano em Portugal desde 1989

Em conjunto, Renault e Dacia obtiveram 17,14% de quota de mercado, o melhor score desde 1989. Desde a criação, em 1980, da filial Renault Portuguesa, a Renault liderou o mercado Português em 32 dos 38 anos de presença direta da marca em Portugal.

A Renault assegurou, em 2017, o 20º ano consecutivo de liderança do mercado automóvel português, com 37.785 veículos de passageiros e comerciais ligeiros vendidos, a que corresponde uma quota de mercado de 14,5%. O valor mais alto registado desde 2004.

Com 260.654 unidades vendidas, o mercado registou, em 2017, um crescimento de 7,6% em relação a 2016.

A Renault liderou de forma confortável no mercado de veículos de passageiros, com 13,56% de quota de mercado e 30.112 unidades e nos comerciais ligeiros, com 7.673 unidades, correspondente a uma quota de 19,92%.

O Clio foi o modelo preferido dos portugueses, o mesmo acontecendo com o Mégane, o Captur, o ZOE, o Kangoo Z.E. e o Trafic nos segmentos respetivos. A Renault colocou três dos seus modelos no Top5 dos modelos mais vendidos, com o Clio (1º), Mégane (3º) e Captur (5º), respeticamente.

Cinco anos de liderança Clio

Em 2017, a Renault manteve e incrementou a liderança, com uma quota de mercado de 13,56%, mais 1,9% do que em 2016.

Foto: Renault

Pelo quinto ano consecutivo o Clio foi o modelo líder de vendas em Portugal, com um total de 12.743 unidades vendidas. E desde que, em 2013, foi lançada a quarta geração, foi sempre o automóvel preferido dos portugueses.

Mas, em 2017, o Clio não foi o único Renault posicionado no topo da tabela de vendas. O Mégane foi o terceiro modelo mais vendido do mercado e foi líder do seu segmento. Aliás, nos últimos 15 anos, apenas por uma vez o Mégane não foi um dos cinco automóveis mais vendidos em Portugal. Apesar da sua história ser bem mais recente, o Captur também é um enorme sucesso comercial. Em 2017, o crossover compacto foi, pela segunda vez consecutiva, o quinto modelo mais vendido e o líder do segmento.

Liderança nos elétricos

A gama Renault Z.E. foi líder destacada de vendas de elétricos em 2017, com as 860 unidades comercializadas (ZOE + Kangoo Z.E.), a somarem 813 unidades, mais de metade do total de 1.859 veículos elétricos vendidos ao longo do ano.  Face a 2016, as vendas de elétricos Renault cresceram 128%.

Foto; Renault

Só o Renault ZOE (foto) com 751 unidades, das quais 91,5% do ZOE Z.E. 40, vendeu quase tanto como todo o mercado do ano transato. Em relação a 2016, o crescimento de vendas foi de 341,8%. Como não podia deixar de ser, foi claramente o automóvel 100% elétrico mais vendido em Portugal, enquanto o Kangoo Z.E. foi quinto e líder entre os Comerciais Ligeiros, registando uma progressão nas vendas de 354,2%, comparativamente ao período homólogo de 2016.

Dacia com novo recorde de vendas

Com 6.900 unidades vendidas, (6.612 automóveis de passageiros e 288 comerciais ligeiros), a Dacia bateu um novo recorde de vendas desde que chegou ao mercado nacional, em 2008, mas também de quota de mercado, com 2,65%. Números que permitiram assegurar um lugar no top-15 das marcas mais vendidas em Portugal: 14ª posição.

Com mais 1,26% de quota mercado em relação a 2016, a Dacia foi a marca que registou um crescimento mais expressivo entre as 15 mais vendidas no país. Nos últimos quatro anos, a marca mais do que ter triplicou as suas vendas.

Foto: Dacia

Através das transferências de propriedade, é possível concluir que a Dacia é a quarta marca que mais vende a clientes particulares! Um dos fenómenos de vendas é o Dacia Sandero, que esteve muito perto de entrar no top-15 dos modelos mais vendidos em Portugal, graças sobretudo ao sucesso da versão Stepway (foto).

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...