Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Tudo o que já sabemos sobre o novo Mercedes-Benz Classe A

O novo Mercedes-Benz Classe A chega em junho para substituir a atual geração, lançada em setembro de 2012 e alvo de um facelift em setembro de 2015.

Depois do arranque menos conseguido das duas primeiras gerações, com o seu look de mini monovolume, a terceira geração do Classe A, lançada em setembro de 2012 e alvo de um facelift três anos depois, foi um enorme sucesso, impondo-se mesmo aos rivais Audi A3 e BMW Série 1, no segmento dos modelos compactos premium.

Como em equipa que ganha não se mexe, a Mercedes-Benz optou por manter o estilo e as proporções do modelo atual, embora tenha alongado o novo Classe A em 13 centímetros, para 4,42 metros de comprimento. A distância entre-eixos está também maior, 3 cm, para 2,73 m, permitindo que o modelo desta quarta geração tenha mais espaço interior e a capacidade de mala ganhe 29 litros, passando para 370 litros em configuração 5 lugares, exatamente a meio caminho dos 380 litros do Audi A3 e dos 360 do BMW Série 1.

As óticas traseiras são novas e estão divididas em duas partes, o que permitiu o alargamento do portão traseiro em 20 cm, facilitando as cargas e as descargas de bagagem.

Esteticamente, o ar de família com o novo CLS é claro, com os faróis alongados e a grelha mais larga e baixa, embora o a continuidade de estilo seja uma aposta evidente.

Smartphone com rodas

A grande revolução está no interior, com um painel de instrumentos 100% digital repartido por dois ecrãs, uma solução importada do topo de gama Classe S.

Nos modelos de entrada de gama, estes dois ecrãs têm 7 polegadas. O nível intermédio combina um ecrã de 7 polegadas em frente ao condutor e um de 10,25 polegadas no Cuma da consola central. As versões topo de gama vêm com os dois ecrãs maiores.

O novo Classe A está também dotado de uma série de ajudas à condução e de sistemas de segurança ativa, que se combinam para lhe garantir uma condução semi-autónoma em determinadas condições. Destaque ainda para o sistema de reconhecimento de voz que permite operar várias funções-

3 motorizações para já

No lançamento, o novo Classe A será proposto com dois motores gasolina: o bloco 4 cilindros 1.4 litros de 163 cv e 250 Nm do A200 com desativação de cilindros, desenvolvido pela Renault ao abrigo da parceria entre as duas marcas e que os franceses já utilizam na nova geração do monovolume Scénic, associado a uma caixa manual de 6 velocidades ou à transmissão automática 7G-DCT da Getrag de 7 relações; está também disponível o motor 4 cilindros 2.0 litros de 224 cv e 350 Nm, que equipará o Classe A 250.

Fonte: Daimler

Mais tarde, chegarão variantes mais potentes do blovo 1.4 litros e uma versão AMG, já em 2019, com a originalidade de se apresentar com um sistema de propulsão híbrido.

Nos diesel, o Classe A180d estreia o novo motor 1.5 dCi da Renault, equipado com catalisador, com 116 cv de potência e 250 Nm de binário. A tração integral 4Matic será proposta a partir do outono.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Airbus vai ter open day. Há 90 vagas para fábrica portuguesa
Marketeer
Trotinetes hive chegam à app Free Now