Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

As vantagens de optar pelo Renting

Porque é cada vez maior o número de empresas e particulares que optam pelo Renting, em vez de adquirirem e gerirem uma frota própria? Porque as vantagens operacionais, fiscais e contabilísticas justificam a opção. Mas afinal o que é o Renting?

 

As frotas de empresas, incluindo os carros de serviço e as viaturas atribuídas e quadros de topo como complemento de salários, representam hoje uma fatia importante dos custos operacionais, incluindo, além do financiamento, as despesas com combustíveis e pneus, seguros, manutenção e reparações, entre outros.

A escolha do tipo financiamento, entre as várias alternativas disponíveis no mercado, assume assim uma grande relevância, devendo ajustar-se ao tipo de cliente e de utilização. E se é certo que o crédito bancário pode parecer a escolha acerta, o certo é que a opção pelo Aluguer Operacional de Viaturas (AOV), vulgarmente conhecido como Renting, tem grandes vantagens, para empresas, mas também para particulares.

Mas o que é afinal o Renting?

O Renting Automóvel é um contrato para a utilização de um veiculo, normalmente a 3 ou a 4 anos, mediante o pagamento de uma renda mensal previamente acordada. Além de permitir dispor dos veículos sem necessidade de mobilizar os recursos financeiros necessários para a compra, que no caso de grandes frotas podem atingir montantes muito elevados, o Renting tem vantagens fiscais e contabilísticas para as empresas, transformando o investimento com a comporá de bens de equipamento em custos operacionais, evitando, por exemplo, as amortizações e as depreciações.

O valor da renda a pagar é calculado com base em quatro fatores. O preço de aquisição da viatura, sendo que quanto mais baixo for, menor será logicamente a renda mensal.

O modelo da viatura escolhida também influencia o valor da renda mensal, pois o contrato de renting pressupõe que no final do contrato o carro é entregue à locadora, que depois o terá de vender como veículo usado. Quanto maior o valor de determinado modelo como usado, mais reduzida será a renda a pagar.

Há ainda que contar com a quilometragem contratada. Os quilómetros são uma métrica de desvalorização dos modelos, pelo que quanto mais quilómetros estiverem definidos por contrato, mais alta será a reda. Como se referiu acima, o número máximo de quilómetros que a viatura pode percorrer por ano é uma das cláusulas do contrato inicial. Os veículos adstritos a certas funções, nomeadamente nos departamentos comercial e de marketing, têm normalmente mais quilómetros acordados. Um contrato de Renting, tipicamente fica entre 10 mil a 40 mil o total de quilómetros por ano, dependendo do uso e dos requisitos da empresa.

Por último, o valor da renda depende ainda dos serviços incluídos e contratados. Normalmente um Renting automóvel inclui manutenção e substituição de pneus, no entanto, poderá também incluir muitos outros serviços, como o seguro automóvel, a inspecção periódica automóvel ou até um veículo de substituição. Todos os serviços extra farão aumentar a renda.

Vantagens operacionais e fiscais

Como anteriormente referido, e do ponto de vista contabilístico, o Renting é uma solução de financiamento de frotas com vantagens para os fluxos de caixa, mantendo os custos fixos da frota automóvel para o período do contrato. A contabilização da viatura não é feita no Imobilizado, como nos outros produtos financeiros e uma vez que a propriedade se mantém na locadora, o que permite um melhor controlo dos rácios de endividamento. Ou seja, terminado o contrato, os veículos voltam à posse da locadora sem qualquer impacto no Balanço da empresa, pois tratam-se de despesas operacionais.

Além disso retira a incerteza dos valores residuais da sua frota, uma vez que a vantagem de, no final do contrato, recolocar a viatura à venda no mercado, como usado, é da locadora de Renting.

O renting também otimiza a gestão da frota, pois as empresas especializadas no negócio têm as melhores práticas e sabem como minimizar os custos derivados da utilização de veículo, ficando responsáveis por toda a gestão operacional da viatura durante o prazo contratual.

Há, finalmente, algumas vantagens fiscais para as empresas, pois permite a dedução do IVA das rendas, sempre que o veículo se enquadrar no regime de dedução. Financeiramente, o IVA é dedutível mensalmente.

O Renault Business Finance

A solução de Renting Automóvel Renault Business Finance integra desde o financiamento a uma gama completa de serviços flexíveis, como a manutenção automóvel, mudança de pneus, inspeção periódica obrigatória, gestão de combustível, seguros de danos próprios, viatura de substituição, assistência em viagens e linha de apoio ao cliente.

 

 

Vantagens do Renting

CONTABILIDADE – Com o renting, a empresa não compra o veículo, mas aluga-o, o que significa que nenhum financiamento será contabilizado no balanço contabilístico da empresa. Os pagamentos são deduzidos como despesas operacionais, não tendo impacto nos cash-flow:

MELHOR MANUTENÇÃO – É assegurada a boa manutenção dos veículos, reduzindo ao mínimo os riscos de avaria que possam vir a afetar a sua atividade.

SIMPLICIDADE NO FINAL DO CONTRATI – No final do contrato não terá de se preocupar em vender o seu veículo usado, pois o mesmo é devolvido à locadora no fim do contrato. Se precisar de um veículo novo, a locadora faz-lhe um novo contrato,

REDUÇÃO DE CUSTOS – O orçamento do seu veículo é otimizado, pagando apenas pela utilização do veículo e serviços incluídos e ao ter um parceiro de confiança a gerir a sua frota, poderá realocar os custos de gestão de frota para outras áreas.

MAIOR PRODUTIVIDADE – Ao libertar-se das tarefas de gestão de frota, como manutenção, renovações, etc., passa a ter mais tempo disponível para se dedicar ao que mais lhe interessa. Fazer crescer o seu negócio.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Qual o impacto da tecnologia na Gestão de Talento?
Marketeer
Arranca a segunda edição do From Start-to-Table