Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Os 25 mandamentos para ir de férias em segurança

As férias de verão estão à porta e as estradas cheias de condutores que se deslocam para diferentes pontos do país em demanda do “descanso merecido”. Contudo, se vai conduzir, deve ter em atenção uma série de detalhes que podem ajudá-lo a chegar em segurança ao seu destino.

 

Seja prudente e siga os nossos conselhos:

1 – Faça um check-up à sua viatura: verifique os pneus e a sua pressão ajustada consoante o peso do veículo com carga e orgãos mecânicos (travões, suspensão, ar condicionado e direcção).

2 – Prepare a rota da sua viagem considerando pontos estratégicos para parar e descansar.

3 – Leve calçado confortável.

4 – Leve óculos de sol para não ficar encadeado.

5 – Tenha no seu veículo um manual que lhe relembre como um mudar um pneu em caso de furo.

6 – Não transporte objectos soltos no habitáculo.

7 – Todos os passageiros devem usar cinto de segurança sendo que as crianças têm de ser transportadas nas cadeirinhas respectivas.

8 – Limpe o vidro e os espelhos antes de iniciar a sua viagem para maximizar o campo de acção.

9 – Mantenha sempre uma posição confortável durante a viagem. Se estiver grávida, evite contrair a barriga ou tê-la demasiado perto do volante.

10 – Não tome ansiolíticos ou outros medicamentos que provoquem sonolência antes de conduzir.

11 – Tenha sempre consigo os documentos do veículo, identificação e carta de condução.

12 – Não se distraia com elementos tecnológicos dentro do habitáculo. É uma das maiores causas de acidentes nas estradas.

13 – Antecipe e faça conhecer todas as suas acções aos outros condutores.

14 – Evite discussões e conversas stressantes durante a viagem e mantenha as crianças entretidas com elementos e situações que aconteçam na estrada.

15 – Levante o pé do acelerador quando o momento for oportuno para que possa descomprimir a perna e manter uma postura correcta.

16 – Garanta sempre a sua segurança e a dos que o rodeiam em ultrapassagens.

17 – Tenha um cuidado redobrado ao ultrapassar ciclistas.

18 – Não utilize os máximos com outros veículos em sentido contrário ao seu.

19 – Viaje nas horas em que se sente mais confortável.

20 – Faça paragens sempre que sentir fome, fadiga ou mal estar. É aconselhável que pare 15 minutos em cada duas horas de condução e que tente relaxar durante esse período de tempo.

21 – A temperatura do veículo não deve exceder os 23 graus para não provocar sonolência.

22 – Em caso de acidente tente colocar o veículo o mais longe possível da circulação e se tiver serviço de assistência não hesite em chamar.

23 – Se viu um acidente, avise as autoridades e entidades competentes e proceda à segurança do local, das vítimas e dos que prestam socorro. Para isso, deve vestir o colete retrorrefletor e colocar o triângulo de sinalização, no mínimo a 30 metros (cerca de 40 passos largos) do local do acidente e de forma a ser visível a pelo menos 100 metros. Pode recorrer a outra viatura para sinalizar o local ou efectuar o corte da via, e utilizar os triângulos de outras viaturas e a ajuda de outros condutores para ajudar na sinalização e protecção do local.

24 – Se o acidente ocorrer em autoestrada, mantenha os ocupantes dentro dos veículos, com os cintos apertados até que tudo esteja calmo, ou, caso tal não seja possível, retire-os para fora do veículo, para bem longe da via, e mantenha-os para lá das protecções das bermas. Contudo, em autoestrada, e por razões de segurança, não é obrigado a parar para dar assistência, mas não dar o alerta pode incorrer no crime de omissão de auxílio previsto e punido pelo artigo 200.º do Código Penal.

25 – O transporte dos seus animais domésticos também é de extrema relevância e preocupação. Consigo, deverá levar toda a documentação do registo do animal e boletim de vacinas. Antes da viagem é aconselhável que acostume o seu animal doméstico ao carro e que lhe dê uma alimentação mais leve para evitar vómitos ou enjoos. Os animais de pequeno porte devem ser transportados com um cinto de segurança próprio ou na caixa transportadora respectiva. Já os de grande porte podem ser transportados na bagageira e à solta mas é recomendado que se coloque uma protecção entre esse mesmo espaço e o restante habitáculo – o condutor poderá assustar-se com alguma reacção impulsiva do animal e provocar um acidente.

Boas férias!

 

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...