Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Ensaio Dacia Dokker Stepway TCe 115: acessível

Se pegar na versão comercial e oferecer-lhe uma variante de passageiros não é novidade, no caso do Dokker a Dacia foi mais longe e forrou-o com a declinação Stepway, que destaca uma aparência de SUV. Com motor a gasolina custa 15.500 euros.

[quote align=”right” color=”#999999″]Claro que não é tão rigoroso e não tem a qualidade dos seus rivais, mas por menos de 16 mil euros não se pode pedir muito mais. E na verdade, o pior deste Dokker Stepway é mesmo o menor conforto dos bancos e das suspensões.[/quote]
O fenómeno Dacia, apesar de ter esmorecido nos últimos tempos (o novo Duster terá um papel importante na retoma das vendas devido ao enorme salto qualitativo que dá), continua a ser um caso de estudo que desperta a inveja de muitos construtores. Apesar de tudo, são mais de 500 mil unidades ao ano que a Dacia vende, muito por culpa do Sandero e, especialmente, do brilhante Duster. Os modelos Logan, Logan MCV e o Lodgy não têm tanta contribuição e a versão de passageiros do Dokker ainda menos. Os modelos referidos têm vindo a perder vendas de forma clara, deixando o sinal que renovação precisa-se.

A versão de passageiros do comercial Dokker não tem particular interesse e por isso a Dacia decidiu forrar o modelo com a versão Stepway, muito bem sucedida no Sandero. O Lodgy, um monovolume, não teve tanto sucesso como Stepway.

Voltando ao Dokker, a versão Stepway oferece-lhe barras no tejadilho, proteções plásticas nas cavas das rodas, jantes de liga leve e os autocolantes “Stepway”. E no Dokker, não há mudanças na altura ao solo como sucede com o Sandero. As alterações não escondem o ADN de comercial do Dokker. As portas laterais deslizantes e as portas duplas assimétricas na traseira (nem isso foi mudado) são detalhes que dexam claro qual a origem do Dokker. Mesmo assim, o que a versão Stepway adiciona permite que o carro não seja tão rude como o modelo comercial.

Veja quanto é que lhe pode custar este Dacia Dokker Stepway TCe 115

[xyz-ihs snippet=”Simulador Cetelem v2″]

Já no interior, as alterações resumem-se ao novo volante em couro, novos revestimentos dos bancos e dos forros das portas, com o nome Stepway nas costas dos bancos da frente. O tabliê, espaços de arrumação e demais revestimentos são exatamente os mesmos do Lodgy, o que permite que o desenho seja mais “automóvel” que comercial, embora os plásticos sejam básicos que têm como reverso da medalha, não terem receio de serem maltratados. Mas por menos de 16 mil euros não podemos ser exageradamente esquisitos. Mas se olhar para o novo Duster, verá que a Dacia está a evoluir no sentido certo. O Dokker ainda é feito com base nos antigos pressupostos da marca romena, pelo que não espanta esta rudeza do interior e dos detalhes.

Se a sua preocupação é o espaço para bagagens, o Dokker Stepway não desilude: 800 litros em formato cinco lugares e nada menos de 3 mil litros se rebater o banco traseiro, sendo que o comprimento de carga chega aos 3,11 metros. Já a modularidade é básica, mas ao nível de modelos mais caros que são seus rivais (como o Renault Kangoo ou Peugeot Partner). E no que toca à acessibilidade, as portas deslizantes do Dokker vertem a seu favor permitindo que seja fácil colocar cadeirinhas de crianças e entrar e sair do habitáculo. Aqui é um argumento a favor! Como disse acima, as potas traseiras são iguais às do comercial, assimétricas e profundamente incómodas em cidade, sendo complicado aceder á mala através dessas portas.

O modelo ensaiado estava equipado com o motor 1.2 TCe a gasolina que debita 115 CV, mais 20 CV que o motor 1.5 dCi a gasóleo. Sendo um bloco a gasolina, não tem a elasticidade do propulsor diesel, porém consegue manter um andamento vivo. Apesar de uma insonorização fraquinha, o motor não incomoda e apesar da falta de binário, os consumos conseguem-se manter razoavelmente baixos.

Ao volante, o Dokker Stepway consegue ser minimamente agradável, com reações previsíveis, um diâmetro de viragem muito curto e um comportamento aceitável para o tipo de veículo que é. E está bem equipado em matéria de segurança com ESP e quatro airbags. Pena que o conforto não seja o melhor e que a posição de condução seja muito semelhante à de um veículo comercial.

Como referi acima, o nível de equipamento é muito bom onde pontificam o ar condicionado, fecho central de portas com comando, banco do condutor regulável em altura, sistema multimédia Media Nav Evolution, comandos no volante, jantes de liga leve de 16 polegadas, sistema de ajuda ao estacionamento, espelhos elétricos, enfim, uma série de equipamento que sublinham uma oferta rica e abastada.

Veredicto

Pode parecer um comercial, mas se não pode gastar muito dinheiro e precisa de um carro espaçoso e com uma mala generosa, o Dacia Dokker Stepway é uma proposta interessantes. As portas deslizantes são um bom argumento em termos de acessibilidade e de utilização e a bagageira é gigantesca. Claro que não é tão rigoroso e não tem a qualidade dos seus rivais, mas por menos de 16 mil euros não se pode pedir muito mais. E na verdade, o pior deste Dokker Stepway é mesmo o menor conforto dos bancos e das suspensões.

FICHA TÉCNICA

Dacia Dokker Stepway TCe 115

Motor4 cilindros em linha, injeção multiponto, turbo; Cilindrada (cm3)1198; Diâmetro x curso (mm)nd; Taxa compressãond; Potência máxima (cv/rpm)115/4500; Binário máximo (Nm/rpm)190/2000; Transmissão e direcçãoTração dianteira, caixa manual de 5 vel.; direção de pinhão e cremalheira, com assistência elétrica; Suspensão(fr/tr)Independente tipo McPherson; eixo de torção; Dimensões e pesos(mm)Comp./largura/altura 4363/1751/1814; distância entre eixos 2810; largura de vias (fr/tr) nd; travões fr/tr. Discos/discos;Peso (kg)1205; Capacidade da bagageira (l)800/3000; Depósito de combustível (l)50; Pneus (fr/tr)185/65 R15; Prestações e consumos aceleração 0-100 km/h (s) 11,1; velocidade máxima (km/h) 175; Consumos Extra-urb./urbano/misto (l/100 km) 5,2/7,5/6,2 (consumo real medido 7,1 l/100 km); emissões de CO2 (g/km) nd; Preço da versão ensaiada (Euros)15.500

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...