Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Aí está o novo Mercedes-Benz GLE (c/ fotos oficiais)

A Daimler revelou o seu novo Mercedes-Benz GLE que será apresentado ao público pela primeira vez no Salão de Paris, entre 4 e 14 de outubro, e chegará aos mercados no início de 2019 (EUA e Europa), e na primavera de 2019 na China. O GLE, que é produzido em Tuscaloosa (Alabama, EUA), contará com uma gama totalmente nova de motores.

Em 1997, a Mercedes-Benz criou o segmento premium SUV com o lançamento do Classe M. Desde o outono de 2015, a família de modelos suporta o nome GLE, enfatizando o seu posicionamento como um SUV da família do Classe E. Atualmente, a Mercedes-Benz está representada com sete modelos no segmento SUV: GLA, GLC, GLC Coupé, GLE, GLE Coupé, GLS, Classe G.

Design

Luxo moderno tanto em estrada como fora de estrada: essa é a mensagem de design do novo GLE que segue a estratégia de design de pureza sensual e apresenta linhas individuais e ajustes geométricos, privilegiando as superfícies generosamente modeladas.

A secção dianteira do GLE transmite presença e poder: isto é assegurado pela grelha do radiador vertical numa interpretação octogonal de um SUV, a proeminente proteção inferior cromada e o capot com duas cúpulas. A aparência atraente é enfatizada pelo distintivo design dos faróis durante o dia e a noite.

As luzes de máximos ULTRA RANGE dos faróis MULTIBEAM LED produzem a máxima intensidade luminosa permitida por lei, que resulta na manutenção do brilho das luzes de máximos acima do valor de referência de 1 lux ao longo de uma distância de mais de 650 metros.

Quando observado de lado, o típico e largo pilar C do GLE transmite uma sensação de estabilidade. As rodas de grandes dimensões com jantes de 18 a 22 polegadas estão alojadas nas cavas das rodas com revestimentos salientes. Isto destaca o carácter de SUV robusto do GLE, tal como as barras longitudinais do tejadilho ou os opcionais estribos com iluminação. Os frisos cromados que circundam os vidros relembram contudo um modelo limousine premium.

O GLE também apresenta uma imagem atlética quando observado a partir da traseira. Isto é particularmente assegurado pelos ombros musculados que se estendem desde o pilar C aos farolins traseiros. Os refletores, também constituídos por duas secções, foram deslocados para baixo e conferem aos farolins traseiros uma aparência mais plana.

O novo GLE tem um coeficiente aerodinâmico (Cd) de 0.29, o melhor no seu segmento, o que representa uma melhoria significativa relativamente ao modelo antecessor (Cd 0.32). As boas propriedades aerodinâmicas contribuem significativamente para um baixo consumo de combustível em condições normais de utilização. Um vasto conjunto de detalhes foi otimizado com várias iterações computacionais, simulações de CAE (engenharia assistida por computador) e medições no túnel de vento em Sindelfingen.

Interior de luxo

O elemento central no design do tablier é um painel de instrumentos desportivo e elegante integrado num atraente tablier. O tablier suporta continuidades para os painéis das portas e os elementos integrais de revestimento estendem-se igualmente em torno do condutor e do passageiro dianteiro até às portas.

A proeminente e elevada consola central cria um contraste robusto com a aparência flutuante do tablier. Como uma característica típica dos modelos de todo-o-terreno, existem dois apoios de mão na consola central. Além de uma boa ergonomia, as superfícies contínuas em pele criam uma impressão moderna e luxuosa complementada por uma grande área de revestimento e cortinas de rolo alinhadas.

Todos os controlos e ecrãs têm um novo design – os controlos com resposta tátil e audível aparentam ter sido maquinados a partir de um bloco de metal. Estruturas extremamente finas em forma de pirâmide revelam um desejo de perfeição e de mão-de-obra artesanal. O novo volante desportivo, com raios atraentes e esculturais acentuam a aparência impressionante do interior do SUV.

O novo GLE tem uma distância entre eixos consideravelmente superior em relação ao seu antecessor (2995 milímetros, mais 80 mm), o que cria substancialmente mais espaço, em particular para os passageiros no banco traseiro. O espaço para as pernas na segunda fila de bancos aumentou em 69 milímetros para 1045 milímetros. O espaço para a cabeça no banco traseiro de série, fixo e com repartição do encosto de 40:20:40, aumentou 33 milímetros para 1025 milímetros. E como o pilar A é mais vertical do que nunca, o espaço e o conforto de entrada nos bancos dianteiros foi melhorado.

Disponível como opção e uma estreia a nível mundial no segmento SUV, está disponível uma segunda fila de bancos com seis regulações totalmente elétricas. Os bancos direito e esquerdo podem ser ajustados separadamente para a frente e para trás até 100 milímetros, os ângulos dos encostos dos bancos são ajustáveis e rebatíveis na proporção de 40:20:40, enquanto os apoios de cabeça são ajustáveis em altura.

De forma tipicamente Mercedes-Benz, as regulações do banco traseiro são controladas por um interruptor no painel da porta. O encosto do banco também pode ser completamente rebatido para baixo eletricamente, utilizando um grupo de interruptores no compartimento de bagagens.

A capacidade do compartimento de bagagens é de 825 litros atrás dos bancos traseiros e até 2055 litros com a segunda fila de bancos rebatida para baixo. Um aumento de 72 mm na largura da abertura do compartimento de bagagens permite arrumar mais facilmente objetos volumosos. Em conjunto com a suspensão pneumática AIRMATIC, a traseira do veículo pode ser rebaixada em cerca de 40 milímetros utilizando um interruptor, para uma maior facilidade de carregamento e descarregamento.

MBUX: agora com Interior Assist

O GLE está equipado com a última geração do sistema multimédia MBUX – Mercedes-Benz User Experience. Os melhoramentos relativamente ao Classe A, no qual este revolucionário sistema foi apresentado, incluem de série dois ecrãs de grandes dimensões de 31.2 cm, que estão dispostos lado a lado para criar um impressionante ecrã amplo. A informação do painel de instrumentos e do ecrã multimédia é facilmente legível nos ecrãs largos de alta resolução. A apresentação dos elementos de uma forma emotiva destaca a clareza da estrutura de controlo intuitiva e impressiona com gráficos brilhantes.

O opcional MBUX Interior Assist também permite uma operação natural e intuitiva das diferentes funções de conforto e do MBUX através do reconhecimento de movimentos. Uma câmara na consola superior regista os movimentos das mãos e dos braços do condutor e do passageiro dianteiro. Quando uma mão se aproxima do ecrã tátil ou do touchpad na consola central, o ecrã multimédia varia e os elementos individuais são salientados. O sistema tem capacidade para distinguir entre a mão do condutor e a do passageiro e portanto conhece, por exemplo, qual o banco onde a função massagem deve ser ativada.

Além disso, existem funções que podem ser controladas por simples gestos manuais: a luz de leitura pode ser ligada e desligada, por exemplo, estendendo a mão no sentido do espelho retrovisor. O condutor e o passageiro dianteiro podem programar uma função pessoal preferida que é iniciada utilizando o dedo indicador e o dedo médio estendidos em forma de V.

O funcionamento geral do MBUX foi aperfeiçoado em vários aspetos. Por exemplo, os menus de configurações têm um novo design enquanto o assistente inicial de configuração foi melhorado.

Motorizações

O novo Mercedes-Benz GLE será lançado com o novo motor a gasolina de seis cilindros em linha, seguindo-se outros motores incluindo os Diesel e uma versão híbrida plug-in.

O Mercedes-Benz GLE 450 4MATIC como primeiro modelo a gasolina está equipado com um motor de seis cilindros sistematicamente eletrificado com sistema elétrico de 48 V (consumo de combustível em ciclo combinado: 9.6 – 8.3 l/100 km; emissões de CO2 em ciclo combinado: 220 – 190 g/km), e está disponível no lançamento de mercado. As suas prestações: 270 kW/367 CV e 500 Nm, mais 250 Nm de binário e 16 kW/22 CV de potência disponíveis através do EQ Boost durante curtos períodos de tempo.

O motor de arranque/alternador integrado (ISG) é responsável pelas funções híbridas como o EQ Boost ou a recuperação de energia, que permitem economizar combustível a um nível que anteriormente só era possível com recurso a tecnologia híbrida de alta tensão.

O ISG elimina a necessidade de uma correia de acessórios na dianteira do motor, reduzindo desta forma o seu comprimento total. O design elegante, juntamente com a separação física entre a admissão e o escape, cria espaço para a instalação do sistema de pós-tratamento dos gases de escape junto ao motor. O sistema elétrico de bordo de 48 V serve não só para os clientes que consomem uma elevada quantidade de energia como a bomba de água e o compressor do ar condicionado, mas também para o Motor de Arranque/Alternador Integrado (ISG) que também fornece energia à bateria através da recuperação altamente eficiente de energia

Também disponível está a próxima geração do ecrã head‑up display, cuja resolução de 720 x 240 pixels e a distância alargada de projeção define novos padrões. A informação importante é projetada no para-brisas e portanto evita que o condutor desvie a sua atenção do trânsito. Um sistema de lentes e espelhos projeta uma imagem a cores de cerca de 45 x 15 centímetros no para-brisas. Aos olhos do condutor aparenta flutuar acima do capot a uma distância de cerca de 3 metros.

Agora com mais do dobro do tamanho, a imagem virtual é 20% mais brilhante para uma melhor compreensão em condições de elevada luminosidade e tem espaço para mais informação sobre, por exemplo, a atual fonte de áudio, a atual chamada telefónica efetuada e recebida e ainda o estado da bateria do telemóvel ligado. Além disso, indica o tempo de chegada e a distância para o destino se o guia de percurso estiver ativo. O condutor poderá selecionar a informação considerada relevante, incluindo o conteúdo adicional para condução fora de estada como a inclinação do veículo, a distribuição do binário e as forças de aceleração.

Sistema de tração integral 4MATIC

Em todas as variantes do novo GLE, a potência é transmitida pela caixa de velocidades automática 9G-TRONIC. O escalonamento da caixa de velocidades com nove relações permite reduzir claramente a rotação do motor e é um fator decisivo para os elevados níveis de eficiência energética e de conforto de condução.

Com os motores de quatro cilindros, o sistema de tração integral 4MATIC é fornecido com uma caixa de transferência que transmite o binário aos eixos numa relação de transmissão fixa de 50:50. As rodas com tendência para patinar são travadas através da intervenção dos travões na roda relevante.

Sistemas de assistência à condução

O novo GLE representa a estreia da última geração dos sistemas de assistência à condução Mercedes-Benz que colaborativamente assistem o condutor. O nível de segurança ativa não foi só melhorado comparativamente ao seu antecessor, pois algumas funções do Intelligent Drive também são incomparáveis para além do segmento SUV.

Não são só os condutores que fazem longas viagens que estão familiarizados com esta situação delicada em autoestradas: subitamente ao contornar uma curva, o condutor depara-se com a cauda de um congestionamento de trânsito. É aqui que o novo GLE assiste o seu condutor, pois o controlo do congestionamento em autoestrada começa agora com significativa antecipação, incluindo a assistência em trânsito pára-arranca e após o descongestionamento do trânsito.

Isto porque, quando o Active Distance Assist DISTRONIC com adaptação da velocidade em função do percurso está ativo, o novo GLE pode reconhecer e atuar perante congestionamentos de trânsito ou trânsito lento com o auxílio da função LiveTraffic antes do condutor detetar o perigo. Quando um congestionamento de trânsito é detetado (e se o condutor não escolher uma resposta diferente), o DISTRONIC reduz a velocidade para cerca de 100 km/h como medida de precaução. Isto confere ao Active Brake Assist margem para travar atempadamente o veículo até à sua imobilização quando a cauda de um congestionamento de trânsito é detetada.

Quando o veículo é conduzido em trânsito congestionado, o Active Stop-and-Go Assist poderá reduzir significativamente o esforço despendido pelo condutor: onde existam marcas rodoviárias, o sistema poderá efetuar substancialmente as tarefas de manter o veículo na faixa de rodagem e manter a distância de segurança com um elevado nível de disponibilidade, a velocidade de cerca de 60 km/h. O início da marcha pode ser automático até um minuto após o veículo ter parado.

Assim que ocorrer o descongestionamento do trânsito, o GLE acelera até atingir a velocidade predefinida pelo Active Distance Assist DISTRONIC com adaptação da velocidade em função do percurso. Se o condutor não tiver definido uma velocidade específica, esta será a velocidade recomendada em autoestrada. Se os sinais de trânsito indicarem uma velocidade diferente desta, será automaticamente dada prioridade ao limite de velocidade dos sinais de trânsito.

Para detetar congestionamentos de trânsito, o Active Stop-and-Go Assist avalia a categoria da estrada, a velocidades e as distâncias para os veículos que circulam em frente e nas faixas de rodagem adjacentes. Além da câmara multifunções estéreo (SMPC) e do radar de longo alcance, utiliza os sensores de radar multimodais laterais dianteiros para reconhecer os veículos que se colocam à frente.

Se o Active Steering Assist e o Active Distance Assist estiverem ativos, o Active Stop-and-Go Assist é ligado automaticamente quando é detetado um congestionamento de trânsito em autoestrada (isto é indicado pela mensagem “Stop-and-Go Assist ativo” no painel de instrumentos). Assim que o Stop-and-Go Assist estiver ativo e o veículo se deslocar em condições de trânsito congestionado, será adicionado um símbolo de congestionamento de trânsito ao símbolo “volante verde” do Active Steering Assist no painel de instrumentos.

Uma nova característica do Active Steering Assist corresponde ao facto de o sistema ter capacidade de assistir o condutor até na formação de uma faixa de passagem para os serviços de emergência, em estradas com várias faixas de rodagem em cada sentido. Em conformidade com os requisitos legais, o veículo é direcionado para a berma da faixa de estrada que ocupa no momento.

Quando é detetado um congestionamento de trânsito em autoestrada a uma velocidade inferior a 60 km/h, o guia do veículo central é assistido. Onde existam marcas rodoviárias reconhecíveis, o veículo é orientado ao longo da guia da estrada. A guia da estrada reconhecida não é trespassada. Se não forem reconhecidas marcas rodoviárias, o veículo é orientado a partir do veículo em frente.

Assistência durante manobras lentas

O Trailer Manoeuvring Assist é uma nova função na Mercedes-Benz e está disponível como opção para o GLE na Europa. Facilita particularmente as manobras de inversão para os utilizadores de atrelados com pouca experiência. O Trailer Manoeuvring Assist controla automaticamente o ângulo da direção do veículo de reboque até uma velocidade de 5 km/h. Um sensor do ângulo de articulação no gancho de reboque fornece a informação necessária.

O sistema é ativado com o veículo parado através do acionamento da marcha-atrás e pressionando o botão Park para o lado esquerdo do touchpad na consola central. O sistema fica pronto a atuar assim que o veículo combinado com o atrelado estiver alinhado e for conduzido em linha reta no sentido de viagem durante uma curta distância.

E-ACTIVE Body Control

Conforto de condução e agilidade ainda melhores, as funções totalmente novas como o modo de condução livre são fornecidas pela suspensão opcional E-ACTIVE BODY CONTROL, que é agora combinada com a recém-desenvolvida suspensão pneumática AIRMATIC.

Este é o único sistema no mercado onde as forças da mola e de amortecimento podem ser individualmente controladas em cada roda. Isto significa que não só contrariam o adornamento da carroçaria como também a oscilação vertical e o afundamento. Em conjunto com o ROAD SURFACE SCAN e a função de inclinação em curva CURVE, o E-ACTIVE BODY CONTROL permite um extraordinário nível de conforto e sustenta a pretensão da Mercedes-Benz na construção da suspensão mais inteligente de um SUV a nível mundial.

O E-ACTIVE BODY CONTROL desenvolvido internamente pela Mercedes-Benz, opera com uma tensão elétrica de 48 V e está disponível como equipamento opcional em todas as versões de motores com seis e mais cilindros. Em superfícies de estrada em má conservação, o sistema tem capacidade para recuperar energia, reduzindo os seus requisitos aproximadamente a metade quando comparados com o sistema anterior equipado no Classe S.

O sistema hidropneumático gera forças dinâmicas que se sobrepõem às forças da suspensão pneumática e suportam e amortecem ativamente a carroçaria do veículo, por ex., durante uma aceleração linear e lateral ou quando o veículo circula em estradas de piso irregular.

O E-ACTIVE BODY CONTROL no GLE também integra a função de inclinação em curva – tal como um motociclo, o GLE inclina-se para o lado das curvas e portanto permite curvar em três fases praticamente sem força centrífuga. Se o GLE estiver equipado com uma câmara multifunções estéreo, a função ROAD SURFACE SCAN torna-se possível: a câmara lê continuamente a superfície da estrada, a suspensão responde antecipadamente a quaisquer ondulações antes do veículo passar sobre as mesmas, sendo substancialmente compensadas.

Além do E-ACTIVE BODY CONTROL, estão disponíveis as igualmente recém-desenvolvidas suspensões com molas helicoidais e AIRMATIC com Adaptive Damping System Plus (ADS+).

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...