Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Enjoos no carro? Jaguar Land Rover promete ajudar…

Os futuros veículos da Jaguar e da Land Rover serão capazes de reconhecer se os seus ocupantes estão enjoados e ajustar as características do veículo para minimizar o desconforto durante a condução.


O enjoo provocado pelo movimento do veículo afeta cerca de 70% das pessoas. Spencer Salter, investigador da Jaguar Land Rover na área das tecnologias para o bem-estar, refere que “até à data muito pouco se sabia sobre as causas do enjoo e como minimizá-las”.

Devido à sua investigação, líder na indústria, sobre o enjoo num veículo, a Jaguar Land Rover criou um algoritmo que gera “uma pontuação sobre o bem-estar” de cada passageiro. Estes dados podem ser utilizados para personalizar automaticamente o estilo de condução e as caraterísticas do interior do veículo de modo a reduzir os efeitos desconfortáveis que os passageiros sofrem em cerca de 60% dos casos.

A Jaguar Land Rover recolheu os dados, gerados durante mais de 25 mil km, de pessoas que enjoam durante as viagens de carro e verificou as suas causas, como por exemplo, ver as mensagens do seu telemóvel. Estes dados permitiram a criação de um estilo ideal de condução para o veículo autónomo e um trabalho a realizar no futuro para minimizar a necessidade de fazer correções ao volante perante o risco de enjoo, enquanto os passageiros trabalham ou descansam.

“À medida que avançamos para um futuro com veículos autónomos, onde os ocupantes terão mais tempo para trabalhar, ler ou relaxar durante as viagens mais longas, é importante desenvolver veículos que possam adaptar-se de modo a reduzir os efeitos provocados pelo enjoo durante a condução”, explicou Salter.

“O desconforto durante o movimento ocorre, em muitos momentos, quando os olhos observam, geralmente durante a leitura, informação distinta daquela que é recebida através dos ouvidos, pele ou corpo.”

A “classificação do bem-estar” calcula, através de sensores biométricos que registam os sinais fisiológicos, se o condutor e os passageiros estão enjoados. Combinar estes dados com o movimento e com os dados da dinâmica do veículo, faz com que o veículo saiba quando o condutor ou um passageiro começam a estar enjoados, mesmo antes destes sentirem qualquer sintoma.

O Dr. Steve IIey, Chief Medical Officer da Jaguar Land Rover, explicou: “Este estudo avançadíssimo criou uma solução que, baseado em bases científicas sólidas, pode fazer com que as viagens sejam mais agradáveis, independentemente da suscetibilidade de enjoar dentro de um veículo. Como pai de crianças, somos mais susceptíveis a enjoar do que os mais novos, razão pela qual estou muito contente com as vantagens que este estudo pode trazer, fazendo com que as viagens mais longas sejam mais cómodas e menos stressantes para toda a família.”

Os veículos atuais da Jaguar e da Land Rover já são concebidos para ajudar a combater a sensação de enjoo durante os trajetos. O Jaguar E-PACE, por exemplo, dispõe de 26 posições para configurar os bancos e encontrar a posição mais confortável, ao nível dos olhos, para ver o ecrã de infoentretenimento ou a possibilidade de arrefecer o banco. Verificou-se que estes dois fatores reduzem significativamente a possibilidade de enjoar.

Além disso, o sistema Adaptive Dynamics do E-PACE também reduz o movimento do veículo na estrada através da modificação dos parâmetros da suspensão a cada 10 milissegundos deste modo assegura que os passageiros usufruam sempre do maior conforto possível.

A primeira fase do estudo termina este mês. Os resultados já estão a ser implementados nos novos projetos, assegurando que a Jaguar Land Rover possa criar um interior o mais personalizado possível para os clientes dos seus próximos veículos.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...