Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Peugeot lidera mercado de passageiros pelo segundo mês

O mercado automóvel registou em outubro o segundo mês consecutivo de quebra em Portugal, corrigindo a alta de agosto, associada à antecipação de compras decorrente da transição para um novo ciclo de ensaios (WLTP), com impacto na medição das emissões de CO2.

peugeot-208-tech-edition

Em outubro foram matriculados 17.816 veículos automóveis, menos 9,1% do que em igual mês do ano anterior. Nos primeiros 10 meses foram colocados em circulação 232.798 novos veículos, o que representou um crescimento homólogo de 4,7%.

Com 13.956 unidades registadas em outubro, as vendas de automóveis ligeiros de passageiros recuaram 12,2% face ao mês homólogo do ano anterior. As matrículas acumuladas desde janeiro totalizam 196.652 unidades, o que se traduziu numa variação positiva de 4,9% relativamente ao período homólogo de 2017.

VEJA AQUI AS TABELAS DE VENDAS DA ACAP

O mercado de ligeiros de mercadorias registou em outubro uma evolução favorável, tendo crescido 3,0% face ao mês homólogo do ano anterior, para3.244 unidades matriculadas. Em termos acumulados, este segmento do mercado automóvel soma 31.486 unidades, numa subida homóloga de 3,8%.

SEAT à porta do Top 10

A Peugeot liderou o mercado de automóvel, com 2180 unidades registradas em outubro, batendo a rival Renault. Nas vendas de automóveis de passageiros, a marca esteve no top pelo segundo mês consecutivo, com uma subida de 6,1%, em contraciclo com a tendência geral do mercado.

Toyota, Fiat e Citroen são, por esta ordem, as marcas do Top 10 do mercado de ligeiros de passageiros que mais crescem. Na 11ª posição, SEAT é a marca de volume com melhor desempenho nos primeiros 10 meses do ano, tendo já ultrapassado a Ford e estando agora a pouco mais de 100 unidades de entrar no Top 10, ameaçando a posição da Toyota. O Ibiza e o novo Arona fazem mais de metade das vendas da marca espanhola.

A Jeep capitaliza com a integração na FCA e com o sucesso do pequeno Renegade e do novo Compass para se afirmar com o campeão do crescimento, com vendas 500% acima das registados nos primeiros dez meses do ano passado. Hyundai e Lexus são as outras marcas de volume do pódio.

O que está por detrás do sucesso da Peugeot?

Cerca de metade das vendas da Peugeot cabem à gama SUV. O SUV urbano 2008 somou em outubro 430 matrículas e foi o modelo best seller da marca. O SUV compacto 3008 registou 283 unidades e o 5008 fechou o mês com 117 unidades. Este trio complementou os volumes dos restantes modelos mais vendidos, como o subcompacto 208 (356 unidades) e o compacto 308/308 SW (385).

No acumulado desde janeiro, a Peugeot regista um crescimento homólogo de 10%, mais do que duplicando o crescimento do mercado (4,9%), o que lhe garantiu um ganho de 0,5 pontos de quota, para 10% do mercado. O líder de vendas é, de momento, o Peugeot 208 (5.769 unidades), seguindo-se o SUVs 2008 (4.368) e o compacto 308 (3.919). Espelhando o equilíbrio transversal das vendas Peugeot, os SUV 3008 e 5008 contam com volumes acumulados de 2.836 e 1.044 unidades.

No mercado VCL de outubro, a Peugeot matriculou 502 unidades, com a habitual representatividade do Partner (419 unidades). A nova geração, em fase de lançamento no nosso país, promete reforçar o potencial da marca. O modelo conta, em termos acumulados, com 4.533 matrículas, do total de 5.368 viaturas comerciais da marca registados desde o início de 2018. As vendas Peugeot no mercado VCL, nos primeiros 10 meses do ano, cresceram 7,2%, quase duplicando o mercado (3,8%), fixando a quota de mercado da marca nos 17%.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...