Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Tudo o que precisa saber sobre o novo Honda CR-V Híbrido

Como novidade absoluta para um SUV Honda na Europa, o novo Honda CR-V está disponível com a motorização avançada de tecnologia híbrida. Este sistema híbrido usa a tecnologia inteligente Multi Mode Drive (i-MMD) de modos múltiplos, que combina dois motores elétricos, um motor a gasolina Atkinson, uma bateria de iões lítio e uma transmissão de relação fixa para fornecer altos níveis de refinamento, capacidade de resposta e eficiência. Esta motorização está disponível em formato 2WD (tração às duas rodas dianteiras) e AWD (tração integral às quatro rodas).

O novo CR-V apresenta-se com um design exterior renovado, linhas arqueadas mais amplas, contornos mais abruptos no capot e nos quartos traseiros, bem como a mais recente “assinatura da família Honda” nos faróis.

Uma das alterações fundamentais introduzidas pelos engenheiros foi aumentar a distância entre vias em 30 mm – esta alteração não só trouxe mais espaço interior, como contribuiu para a postura mais musculada deste SUV, com as rodas agora colocadas mais perto de cada canto do veículo. A combinação pneus e rodas mais largas, em conjunto com as menores distâncias entre as extremidades dos para-choques e o centro dos eixos de cada rodado, bem como as duas ponteiras de escape realçam toda a postura atlética.

À frente, o design é arrojado e integra a mais recente frente caraterística da Honda, incluindo o gráfico tipo “asa sólida” e o formato típico dos faróis, com luzes de LEDs instaladas de série. O para-choques dianteiro é uma unidade esculpida e de superfícies mais suaves, em comparação com o seu antecessor e emoldura a grelha esguia que protege o radiador.

A traseira é cortada e tem contornos mais forte em relação à anterior geração do Honda CR-V, complementada pelas cavas mais amplas em todas as quatro rodas do veículo. A sua aparência dinâmica é destacada por linhas de cintura altas e fortes – aumentando o volume por baixo – com uma faixa decorativa lustrosa que percorre em sentido ascendente toda a lateral do veículo (uma de cada lado), entre as rodas dianteiras e traseiras.

Os farolins traseiros de LEDs são esculpidos e fluidos, ocupando o espaço entre o fim da linha de prolongamento da parte superior da linha dos vidros até bem dentro da traseira do veículo, criando uma figura em “L” de cada que emoldura o vidro traseiro. Este vidro tem uma faixa cromada de acabamento por baixo que corre a todo o comprimento da porta traseira, entre os farolins.

O cliente no novo CR-V pode escolher entre oito esquemas cromáticos: Vermelho Rallye Sólido, Prata Lunar Metalizado, Cinzento Steel Modern, Azul Cosmic, Vermelho Crystal Premium, Branco Platinum Pérola, Preto Crystal e Castanho Agate Premium. Todas as versões estão equipadas com jantes de liga de 18 polegadas e os veículos topo-de-gama têm teto de abrir panorâmico de série.

Aerodinâmica

O novo Honda CR-V foi desenvolvido através de uma combinação de dinâmica de fluidos computacional, teste em túnel de vento de modelos à escala e os primeiros testes Honda em túnel de vento “rolante”, onde se podem simular as caraterísticas reais de condução de modelos à escala real, com o veículo amarrado a “andar” em cima de uma faixa móvel que simula a estrada a passar por baixo.

Os pilares A estreitos compensam o grande volume da parte superior do veículo e enquadram o para-brisas embutido à face sobre os braços recuados do limpa-vidros. Combinados com o para-choques dianteiro cuidadosamente esculpido, as perturbações aerodinâmicas são é reduzida à volta da frente do veículo. A linha de teto, com antena tipo barbatana, é complementada pelas coberturas debaixo do motor e sob o piso que permitem obter fluxos de ar suaves por cima e por baixo do CR-V, reduzindo o arrastamento e melhorando a estabilidade.

Os bordos do para-choque traseiro são contornados em direção ao centro do veículo e terminam em vincos nítidos de cada lado. Em combinação com os bordos proeminentes dos farolins traseiros colocados mais acima na carroçaria, esses vincos ajudam a separar os fluxos aerodinâmicos de cada lado. O spoiler no topo da porta traseira reduz ainda mais as perturbações na parte traseira do veículo. A diminuição geral do arrastamento aerodinâmico em comparação com o CR-V anterior também reduz o ruído provocado pelos painéis da carroçaria e pelas extrusões, beneficiando assim os consumos e a tranquilidade no interior.

As entradas de ar à frente, por baixo do emblema cromado da frente, possuem o sistema de Grelha de Radiador Ativa da Honda para melhorar a eficiência de combustível. Por defeito, o sistema mantém as lamelas da grelha fechadas ao máximo possível, mesmo na condução em cidade, para melhorar o desempenho aerodinâmico.

Interior

No interior, o painel de instrumentos e a disposição do tablier de forte ênfase horizontal destacam a sensação de espaço no habitáculo. O design elegante transmite uma sensação de força e solidez, enquanto a grande variedade de materiais táteis reforça o ambiente premium.

Um painel de toque macio expansivo e costuras intrincadas percorre toda a largura do habitáculo, dividido por uma decoração preta brilhante; as secções superiores dos painéis interiores das portas apresentam proteções suaves para maior conforto do condutor e do passageiro. A Honda aumentou o espaço para os pés na dianteira, subindo as partes mais baixas do tablier.

As grelhas de ventilação, o friso do volante, os manípulos interiores de abertura das portas e o painel de comando do sistema de climatização do clima têm um acabamento metalizado lustroso que acrescenta um toque contemporâneo. De série, os bancos são de qualidade premium em tecido preto de pelúcia; como opção, estão disponíveis em pele maleável de alta qualidade em preto ou marfim nas versões de topo.

A Honda racionalizou a disposição do ecrã em comparação com a geração anterior do CR-V, agora com apenas um ecrã por toque colocado em posição central, para além do Interface de Informação ao Condutor (Driver Information Interface – DII) de 7 polegadas visível através do volante. A disposição dos botões de comando também foi simplificada, incluindo um só grupo para controlo do ar condicionado colocado por baixo do ecrã de toque.

A visibilidade para a frente é do melhor que se pode encontrar nesta classe e é proporcionada por pilares A de secção estreita, 10 mm mais finos do que no modelo anterior, melhorando o ângulo de visão para o exterior. A Honda, no entanto, manteve as superiores caraterísticas de segurança deste pilares graças à utilização de resistência ultraelevada. A visibilidade para a estrada por cima do capot também foi melhorada, graças à redução de 60 mm na área da carroçaria corpo não visível para o condutor.

Comandos do sistema híbrido

Os comandos da transmissão do novo Honda CR-V Hybrid estão posicionados na consola central, com um design por interruptores de seleção compactos em vez de uma alavanca convencional. As funções Drive (Condução), Park (Estacionamento) e Neutral (Ponto-Morto) são selecionadas pressionando um botão, enquanto a função Reverse (Marcha-Atrás) requer uma ação de puxar. O modo “Sport” pode ser ativado pelo seletor de transmissão e permite melhores respostas nas acelerações de todo o sistema híbrido.

Se houver carga suficiente no conjunto de baterias, está também disponível um modo 100% elétrico de curta duração, acessível ao toque de um botão; este modo, com uma autonomia de cerca de 2 km (1,2 milhas), dependendo das condições de condução e da carga da bateria, não tem emissões poluentes.

Integração total para smartphones

A segunda geração do software do sistema de infotainment e conectividade Honda Connect do novo CR-V oferece uma operação intuitiva e melhorada e integração total para smartphones graças às plataformas Apple CarPlay e Android Auto.

A integração Apple CarPlay permite agora ao sistema Honda Connect integrar todas as funcionalidades do iPhone na experiência de condução através do interface do novo CR-V. O condutor pode obter direções de condução, fazer chamadas, enviar e receber mensagens e ouvir as suas músicas favoritas comandando tudo isto a partir do ecrã por toque ou usando os comandos por voz da função Siri da Apple.

A plataforma Android Auto também foi concebida para que os utilizadores pudessem usufruir de uma forma intuitiva na utilização dos smartphones Android, através de toque e de interfaces por voz, minimizando assim o potencial de distração. As funcionalidades suportadas incluem Google Maps, Google Now, mensageiro, música e diversas outras aplicações populares, consoante o mercado.

Performance

O CR-V Hybrid está equipado com um eficiente motor de ciclo Atkinson i-VTEC a gasolina, com 2.0 litros de cilindrada e pico de potência de 107 kW (143 CV) às 6.200 rpm, complementado por um potente motor elétrico, para um total de 135 kW (181 CV) de potência e de binário de 315 Nm.

Esta motorização a gasolina-eletricidade consegue mover o CR-V Hybrid dos 0 aos 100 km/h em apenas 8,8 segundos em modo de tração dianteira (FWD); o modelo de tração integral cobre essa distância em 9,2 segundos. A velocidade máxima do modelo híbrido é de 180 km/h (112 mph).

O CR-V Hybrid de tração dianteira obteve um nível de emissões de CO2 de 120 g/km (correlação NEDC), com consumos médios oficiais de 5,3 l/100 km (53,3 mpg). A versão de tração integral obteve um nível de emissões de CO2 de 126 g/km (correlação NEDC), com consumos médios oficiais de 5,5 l/100 km (51,4 mpg).

O motor de 2.0 litros, o motor elétrico de propulsão, o gerador e a unidade de controlo da potência estão todos localizados sob o capot; o conjunto de baterias de iões de lítio está alojado por baixo da bagageira.

Transmissão de relação fixa

Em vez de usar uma transmissão convencional, a relação de transmissão fixa permite criar uma ligação direta entre os componentes móveis, o que resulta numa transferência de binário mais suave. Este formato significa que o sistema da Honda é mais compacto do que uma caixa eCVT com engrenagens planetárias tipicamente encontradas nos outros veículos híbridos.

Os engenheiros do programa do CR-V Hybrid trabalharam para assegurar que a transição entre as fontes de energia – incluindo a função stop-start – era virtualmente impercetível para os ocupantes. A transferência suave de binário significa que não há derivações na linha de transmissão ou feedbacks indesejáveis nos pedais ou no volante; a motorização praticamente silenciosa confere ao CR-V Hybrid uma gestão excelente dos níveis NVH de ruído, vibração e aspereza.

O formato de relação de transmissão fixa do sistema i-MMD da Honda foi especialmente adaptado para o mercado europeu de forma a oferecer acelerações lineares e de calibragem otimizada entre as ações sobre o pedal do acelerador e as respostas da motorização, assegurando que a sonoridade do motor cumpre as expetativas do condutor. Por outro lado, a primeira aplicação do Sistema de Controlo Ativo da Sonoridade no CR-V também enriquece a experiência de condução através de uma sonoridade natural nas acelerações relativamente à rotação do motor.

Sistema de Patilhas Seletoras de Desaceleração

O CR-V Híbrido está equipado com um sistema de Patilhas Seletoras de Desaceleração que permite ao condutor ajustar a relação de desaceleração do veículo usando as patilhas colocadas atrás do volante. A relação de desaceleração por defeito, indicada no interface DII de 7 polegadas é indicada por um único símbolo chevron. O número de chevrons indicado aumenta em linha com a relação de desaceleração, até um máximo de quatro.

Puxando a patilha à esquerda do volante para trás (indicada pelo símbolo “–”), a relação de desaceleração é aumentada. Esta ação efetivamente abranda o CR-V mais rapidamente. Puxando a patilha à direta do volante para trás (indicada pelo símbolo “+”), o condutor pode diminuir a relação de desaceleração, abrandando o veículo de uma forma mais suave. A travagem regenerativa é usada em todo o estágio de desaceleração.

Em condução normal, o ajuste manual da relação de desaceleração é apenas temporário e é cancelado automaticamente quando o veículo é conduzido a uma velocidade constante ou durante as desacelerações. Em modo Sport (Desportivo), a relação de desaceleração selecionada manualmente será mantida até o condutor a cancelar.

Chassis

A construção rígida mas de baixo peso do chassis gravita à volta de um baixo centro de gravidade, com suspensões sofisticadas, tanto à frente como atrás e de novas tecnologias de controlo e também de um novo sistema de direção variável. A mais recente tecnologia de tração integral – “Real Time AWD with Intelligent Control System” (tração integral em tempo real com sistema de controlo inteligente) – em conjunto com a maior altura ao solo, oferece ao CR-V Hybrid verdadeiras capacidades todo-o-terreno.

A nova construção de carroçaria que utiliza materiais leves e de alta resistência, entre os mais avançados da indústria, permitiu obter uma plataforma de baixa inércia e alta rigidez. A Honda trabalhou em estreita parceria com um fornecedor de uma nova geração de aço estampado a quente de altíssima resistência, que aumentar a resistência e reduzir o peso total de toda a estrutura da carroçaria.

A utilização deste aço estampado a quente de resistência ultraelevada aumentou de um valor de 0% no CR-V anterior para quase 9% neste novo modelo. A utilização combinada de aços de elevada resistência de 780, 980 e 1.500 MPa é de 36% no novo CR-V, em comparação com os apenas 9% no veículo anterior.

Nova carroçaria

Os materiais superiores e os processos de engenharia sofisticados são dois dos aspetos que sustentam o design desta nova plataforma do CR-V e que ajudaram a criar um chassis mais leve que o da geração anterior CR-V, com um aumento de 25% na rigidez à torção. A rigidez da carroçaria unificada contribui significativamente para as impressionantes caraterísticas NVH do CR-V.

O processo de montagem da carroçaria envolve técnicas de união inovadoras e de alta eficiência. Primeiro, é montada toda a parte interior da estrutura, seguida pela parte exterior e, finalmente, as uniões. Isto desafia o método convencional de montagem da estrutura da carroçaria, onde se montava primeiro a parte exterior, seguindo-se o interior e as uniões. Esta nova tecnologia de produção contribui muito para a rigidez geral da carroçaria do novo CR-V.

Os pontos de soldadura de passo reduzido estão afastados 20 mm nas áreas mais críticas da carroçaria unificada, em comparação com o espaçamento tradicional, entre 40 e 45 mm. Este facto é mais uma contribuição para o aumento da rigidez e da durabilidade.

Estas inovações de design, engenharia e fabrico resultam num aumento de 35% da rigidez global à flexão da carroçaria, em comparação com a anterior geração do CR-V e num aumento de 25% da rigidez à torção. Por sua vez, estes aumentos oferecem melhores capacidades de afinação das suspensões e, consequentemente, capacidades de condução e maneabilidade de qualidade superior, ajudando ainda a salvaguardar todos os requisitos europeus em termos de qualidade e requinte.

O CR-V está equipado pela primeira vez com o sistema de assistência à agilidade (AHA) da Honda. O sistema eletrónico de assistência à estabilidade do veículo foi configurado especificamente para o mercado europeu, de forma a poder refletir as condições típicas dos pavimentos e também os estilos de condução praticados no velho continente.

Mais versátil

O novo CR-V tem a maior capacidade de carga da história deste modelo: o aumento de 160 mm na largura e um comprimento máximo de carga de 1.830 mm – mais 250 mm do que no modelo anterior – chegam para transportar uma bicicleta de montanha de rodas de 19,5 polegadas.

Os novos encostos dos bancos com divisão por ação única a 60:40 permitem um carregamento mais rápido e mais fácil e uma superfície completamente plana para transportar itens maiores. A ação de rebater qualquer ima das partes dos bancos da segunda fileira pode ser feita com uma só mão; a base dos bancos desce em direção ao piso para permitir que os encostos fiquem em posição plana por cima. Os encostos dos bancos também podem ser recolocados nas suas posições originais apenas com uma mão.

A bagageira de piso plano permite carregar facilmente os itens maiores.

Nas versões de topo, está disponível uma porta traseira elétrica de acionamento “mãos-livres”, que apresenta uma função de regulação da altura quando aberta. O utilizador pode definir a altura de abertura máxima da porta traseira do CR-V até onde for conveniente, dependendo do espaço disponível à volta do veículo, o que é particularmente útil em espaços apertados com tetos baixos ou quando a traseira do veículo estiver perto de uma parede.

Uma função “Stop-and-hold” “a pedido” permite parar a porta traseira em qualquer posição que se deseje, o que permite o controlo temporário da altura de abertura desta porta (uma vez aberta a mais de 1.185 mm) sem ser necessário programar a função.

Segurança

Em linha com a filosofia da Honda em oferecer “Segurança Para Todos”, todas as versões do novo CR-V Hybrid estão equipadas com o mesmo conjunto de sistemas de segurança ativa e passiva.

As funcionalidades de segurança passiva no novo CR-V são complementadas pela suite Honda Sensing de tecnologias ativas de segurança e de assistência ao condutor, que – sendo uma novidade na Honda – estão instaladas em todas as versões do CR-V. O sistema Honda Sensing está entre os conjuntos de segurança ativa mais abrangentes da sua classe.

A combinação das informações recolhidas pelos sensores de radar e pelas câmaras, juntamente com uma série de sensores de alta tecnologia permitem alertar e ajudar o condutor a lidar com as situações de condução potencialmente mais perigosas. A função eCall de chamada de emergência é agora de série em todas as versões do CR-V para a Europa.

O sistema Honda Sensing de tecnologias ativas de segurança inclui:

  • Sistema de Travagem Atenuante de Colisões: ajuda a imobilizar o carro se o sistema determinar que é inevitável uma colisão com um veículo detetado. Faz soar um alarme e, se necessário, aplica os travões automaticamente.
  • Avisador de Colisão à Frente: monitoriza a estrada à frente e alerta o condutor quanto a uma eventual colisão, através de alertas visuais e acústicos, instando o condutor a tomar medidas de correção para evitar o acidente.
  • Avisador de Saída de Faixa: deteta se o carro se desvia para fora da faixa de rodagem atual sem o condutor acionar os piscas de direção e oferece um alerta imediato para o condutor corrigir a trajetória.
  • Sistema de Atenuação de Saída de Faixa: usa a câmara montada no para-brisas para detetar se o veículo está a sair da sua faixa de rodagem. Este sistema usa o sistema EPS de direção elétrica para aplicar correções subtis na direção, de forma a manter o veículo na sua faixa de rodagem e, em determinadas situações, também pode aplicar força de travagem. O sistema desativa-se quando detetar que o condutor retomou o controlo da situação.
  • Sistema de Assistência à Manutenção na Faixa de Rodagem: ajuda a manter o carro no centro da sua faixa de rodagem, através da deteção das marcações da estrada, graças à câmara monocular e introduzindo pequenas correções na direção do veículo, para o manter entres as linhas brancas da estrada.
  • Controlo da Velocidade de Cruzeiro Adaptável: permite ao condutor definir a velocidade pretendida e a distância de seguimento em relação ao veículo da frente, o que permite usar o sistema em variadas situações de condução.
  • Reconhecimento de Sinalização de Trânsito) deteta e reconhece automaticamente os sinais de trânsito da estrada e apresenta-os no painel de instrumentos do veículo.
  • Assistente Inteligente da Velocidade: combina o limite automático da velocidade definido pelo condutor com o sistema TSR, para ajustar automaticamente a velocidade do veículo em relação ao indicado pelo último sinal de trânsito.
  • Controlo Inteligente da Velocidade de Cruzeiro Adaptável: uma tecnologia pioneira estreada em 2015 no Honda HR-V, o sistema i-ACC prevê e reage automaticamente caso outros veículos se metam subitamente à frente do seu veículo nas vias rápidas de múltiplas faixas de rodagem. Este sistema usa uma câmara e um radar para detetar a posição dos outros veículos na estrada e aplica um algoritmo – desenvolvido graças à investigação e pesquisa nas estradas da Europa – para prever a possibilidade de outros veículos se “meterem à frente”. Isto permite ao novo CR-V ajustar automaticamente a sua velocidade antes de outro veículo se intrometer à frente, oferecendo uma viagem segura e confortável.

As outras tecnologias de segurança do novo CR-V incluem:

  • Informação de Ângulo Morto: usa a tecnologia de radar para detetar automaticamente veículos situados no ângulo morto do condutor e alertá-lo através de um símbolo de aviso no espelho da porta.
  • Monitor de Trânsito Lateral Cruzado: usa os sensores de radar laterais traseiros para alertar o condutor para a aproximação de outros veículos, durante as manobras de marcha-atrás.
  • Câmara traseira de ângulos múltiplos: oferece ao condutor diversas opções para uma visibilidade completa e, portanto, maior segurança durante as manobras de marcha-atrás; as opções disponíveis são: visualização normal de 130 graus, visualização alargada de 180 graus e visualização da parte de cima do carro (top-down).

Ainda instalados de série, temos o Sistema de Assistência à Estabilidade do veículo (VSA) com controlo de tração, que melhora as capacidades de controlo quando o veículo acelera, trava e curva e o Sistema de Alerta de Esvaziamento (DWS) dos pneus.

ESPECIFICAÇÕES

MOTOR/MOTOR ELÉTRICO
MOTOR 2.0 litros i-VTEC HÍBRIDO
4 válvulas por cilindro; motor Atkinson
Diâmetro x curso mm 81,0 x 96,7
Cilindrada cm³ 1.993
Relação de compressão 13
Potência máxima (motor) kW/CV 107 kW/143 CV
rotação 6.200 rpm
Potência máxima (motor elétrico) kW/CV 135 kW/181 CV
Potência máxima (total) kW/CV 135 kW/181 CV
Binário máximo (motor) N·m/lb ft 175 N·m/129 lb ft
rotação 4.000 rpm
Binário máximo (motor elétrico) N·m/lb ft 315 N·m/232 lb ft
Tipo de combustível Sem chumbo 95

 

SUSPENSÃO  
Dianteira Unidades MacPherson
Traseira Multibraços

 

DIRECÇÃO
Tipo Duplo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica
Voltas do volante, de batente a batente 2,34
Diâmetro de viragem (nas rodas) 11
Diâmetro de viragem (à carroçaria) 11,9 a anunciar

 

TRAVÕES  
Dianteiros Discos ventilados
Traseiros Discos sólidos

 

DIMENSÕES, PESOS E CAPACIDADES 2.0 litros i-VTEC HÍBRIDO FWD 2.0-litros i-VTEC HÍBRIDO AWD
Comprimento total mm 4.600 4.600
Largura total (incluindo espelhos retrovisores das portas) mm 2.117,20 2.117,20
Altura total mm 1679 1689
Distância entre eixos mm 2.663 2662
Altura ao solo mm 182 192
Espaço para bagagem (método VDA; bancos rebatidos, até ao teto) litros 1694 1.694 (1.638 com teto de vidro)
Espaço para bagagem (método VDA; bancos rebatidos, até ao vidro) litros 1.064 1.064
Espaço para bagagem (todos os bancos na vertical) litros 497 497
Peso em ordem de marcha (tara) kg 1.614-1.657 1.672-1.726
Peso máximo admissível kg 2.240 2.275
Capacidades de reboque (com travões) kg 750 kg 750 kg
Capacidades de reboque (sem travões) kg 600 kg 600 kg
Depósito de combustível litros 57 57

 

JANTES E PNEUS
Jantes Jantes de liga leve de 18 polegadas
Pneus Pneus 235/60R18

 

PERFORMANCES 2.0 litros i-VTEC Híbrido FWD 2.0-litros i-VTEC Híbrido AWD
Velocidade máxima (km/h) 180 180
Aceleração de 0-100 km/h 8,8 9,2

 

EMISSÕES DE CO2 E CONSUMOS 2.0 litros i-VTEC i-MMD Híbrido FWD 2.0 litros i-VTEC i-MMD Híbrido AWD
Correlação NEDC
Emissões CO2, ciclo urbano g/km 113 117
Emissões CO2, ciclo extraurbano g/km 124 131
Emissões CO2, ciclo combinado g/km 120 126
Consumo de combustível, ciclo urbano l/100 km (mpg) 5 (56,5) 5,1 (55,4)
Consumo de combustível, ciclo extraurbano l/100 km (mpg) 5,4 (52,3) 5,7 (49,6)
Consumo de combustível, ciclo combinado l/100 km (mpg) 5,3 (53,3) 5,5 (51,4)

 

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...