Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Volkswagen Golf 8 (2019): Todos os segredos!

Com a oitava geração do Golf a ser apresentada ao público no outono do próximo ano, durante o Salão de Frankfurt, que lugar tem o compacto mais vendido na Europa no seio do grupo Volkswagen, cada vez mais apostado em fazer dos SUV o seu segmento de eleição? O Automonitor faz um ponto de situação…

Fruto do Dieselgate, da apetência dos clientes pelos SUV e dos custos astronómicos do seu programa de eletrificação total: a Volkswagen foi forçada a rever totalmente o seu plano de produtos e a cortar “a direito”. As vítimas? Vários modelos na sua linha de berlinas clássicas e de compactos.

No segmento dos compactos, o coupé Volkswagen Scirocco e o coupé-cabriolet Volkswagen Eos chegaram ao fim, assim como o Carocha e o Golf Cabriolet e a versão de três portas. Os únicos sobreviventes desta oitava geração serão o sedan de 5 portas e o break, Golf SW.

Pilar da gama, o Golf continua a ser o modelo mais vendido na Europa. Desde o seu lançamento em 2013, o Golf 7 (sedan e break) vendeu mais de 2.327.000 unidades. Valor seguro, o compacto alemão também encontra sucesso nos Estados Unidos e na China. Portanto, para agradar a todos, o novo Golf não se pode permitir a menor excentricidade.

A começar pelo design que sofrerá apenas pequenas mudanças entre o atual Golf 7 e o futuro Golf 8 – nada de disruptivo: para atender aos padrões de impacto contra pedestres e melhorar a aerodinâmica, a calandra estará localizada mais abaixo e as entradas de ar serão ampliadas. O contorno dos faróis abandonará a forma monolítica para adotar arestas recortadas em torno de cada bloco óptico – por forma a destacar a assinatura luminosa assinatura leve muito trabalhada.

De perfil, o Golf 8 ganha dinamismo com linhas mais harmoniosas e os blocos óticos surgem mais trabalhados adotando uma forma em L como os do Tiguan. Outra novidade, o lettering “Golf” está agora localizado no centro da tampa traseira, logo abaixo do logotipo da Volkswagen – seguindo assim as pisadas de outros modelos com o T-Roc.

Em termos de tecnologias, destaque para o Volkswagen Digital Cockpit 3D, apresentado no CES Las Vegas em janeiro de 2017, que indica com precisão o layout interno do novo Golf 8 que contará com dois ecrãs digitais semelhantes ao que poderemos encontrar no novo Mercedes Classe A.

No entanto, o ecrã tátil central não terá a sua parte inferior alinhada com o painel de instrumentação que se encontrará voltado para o condutor. De bom tamanho, o display central do Golf 8 retomará os mesmos princípios do display que equipa o novo Volkswagen Touareg. Abaixo, a interface do ar condicionado também será tátil.

Com este novo layout interior, o Volkswagen Golf 8 alcançará o nível de marcas premium, destacando-se substancialmente do seu antecessor e, sobretudo, ganhando vantagem sobre os rivais… (o futuro Peugeot 308 não será lançado antes de 2021).

Em termos de motorizações, o futuro Golf deverá contar com o 1.0 TSI de 116 CV e o 1.5 TSI de 130 e 150 CV a gasolina, sem esquecer as versões GTI et R. Nas variantes Diesel, o 1.5 TDI e o 2.0 TDI serão opções. Mas a principal novidade será a chegada da versão mild hydrid 48 volts (MHEV) no bloco 1.5 TSI e 12V no 2.0 TDI. O Golf 8 também contará com uma versão GNC e Multifuel E85. O híbrido recarregável também fará parte de uma nova transmissão 1.5 TSI, todos com cerca de 240 CV.

(fonte: L’Argus)

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...