Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Ford Mondeo ganha nova versão Hybrid Station Wagon

A Ford revelou esta sexta-feira no Salão de Bruxelas, na Bélgica, a renovada gama Mondeo com novo design exterior e interior, e estreia uma nova versão Hybrid Station Wagon.

“O Ford Mondeo Hybrid oferece uma experiência de condução única com a sua transmissão automática refinada e capacidade de se deslocar silenciosamente. Combinados com os benefícios de um motor a gasolina de baixas emissões de CO2, esperamos que o Hybrid represente até 50% das vendas. Ao mesmo tempo, introduzimos um novo motor Diesel com a tecnologia SCR (redução catalítica selectiva) para corresponder e superar os mais recentes padrões de emissões Euro 6d Temp, com uma transmissão automática de 8 velocidades totalmente nova disponível”, afirmou Roelant de Waard, Vice-Presidente de Marketing, Vendas & Serviço da Ford Europa.

Disponível na versão Station Wagon e no formato de 4 portas com inspiração coupé, o Mondeo Hybrid auto-recarregável tem capacidade para locomoção 100% elétrica. O grupo propulsor elimina a ansiedade provocada pela autonomia e pela necessidade de os utilizadores terem de recorrer a uma fonte externa para carregar a bateria.

A mais recente geração de software de controlo do propulsor do Mondeo Hybrid é mais eficaz na utilização do binário do motor, com o propósito de obter menores consumos e melhor desempenho, ajustando de um modo ideal as relações de transmissão, de forma a utilizar o máximo de binário ao mais baixo regime possível.

O propulsor híbrido disponibiliza 187 CV e combina um motor de 2.0 litros a gasolina, desenvolvido especificamente e funcionando segundo o ciclo Atkinson, um motor elétrico, um gerador, uma bateria de iões de lítio de 1,4 kWh, bem como uma transmissão automática com repartição de potência, desenvolvida pela Ford, capaz de simular o desempenho de uma transmissão de variação contínua.

A tecnologia de travagem regenerativa recolhe até 90% da energia normalmente perdida durante as travagens para recarregar a bateria, contribuindo para os seguintes valores previstos de emissões de CO2 e consumos: desde 96 g/km e 4,2 l/100 km na versão de 4 portas, e desde 101 g/km e 4,4 l/100 km na Station Wagon.

No novo formato de carroçaria Station Wagon, os clientes do Mondeo Hybrid podem contar com 403 litros de capacidade de carga sob a chapeleira, com os bancos traseiros em posição normal, e até 1508 litros com os bancos rebatidos; por sua vez, o piso totalmente plano facilita as operações de carga e descarga de objectos de grandes dimensões. Sob o piso da bagageira existem mais espaços de arrumação.

A versão topo de gama Mondeo Hybrid Vignale também está disponível nas duas variantes de carroçaria (4 portas e Station Wagon).

Motorizações

O motor Diesel Ford EcoBlue de 2.0 litros está pela primeira vez disponível no Mondeo, oferecendo um desempenho de condução digno de um motor de maior cilindrada, juntamente com os baixos níveis de emissões e consumos típicos de um motor de menor capacidade.

O motor EcoBlue de 2.0 litros é proposto nas versões 120 CV (com valores estimados de emissões e consumos a partir de 117 g/km CO2 e 4,5 l/100 km), 150 CV (com valores estimados de emissões e consumos a partir de 118 g/km CO2 e 4,5 l/100 km) e 190 CV (com valores estimados de emissões e consumos a partir de 30 g/km CO2 e 4,9 l/100 km).

Face aos anteriores motores Diesel 2.0 TDCi, o novo propulsor possui um sistema de admissão integrado com colectores espelhados, que optimizam a respiração do motor; um turbocompressor de baixa inércia, que melhora o binário a baixo regime, e um sistema de injecção de combustível de alta pressão mais ágil, mais silencioso e com maior precisão na entrega de combustível. Tudo isto permite ao novo EcoBlue de 2.0 litros respeitar as normas de controlo de emissões Euro 6d-Temp. Montado de série, o sistema SCR para pós-tratamento de emissões contribui para uma melhor redução do NOX.

A nova transmissão Ford de oito velocidades – proposta nos motores EcoBlue 2.0 de 150 CV e 190 CV – foi projetada para optimizar ainda mais a economia de combustível, oferecer elevado desempenho e passagens de caixa suaves e rápidas.

Já o motor a gasolina Ford EcoBoost de 1.5 litros e 165 CV continua a estar disponível na gama, com emissões CO2 desde 150 g/km e consumos desde os 6,5 l/100 km, e equipado com as tecnologias de colectores de escape e de admissão arrefecidos a água.

Personalização

Os clientes do Mondeo podem agora contar com mais opções para personalizar o seu veículo. Estão disponíveis novas jantes de liga leve de 17 e 18 polegadas, bem como o acabamento premium opcional “Alumínio Líquido” para as jantes de liga leve de 19 polegadas. As cores exteriores opcionais mais distintas incluem o “Azul Panther” (exclusivo Vignale), “Cinza Stealth” (exclusivo ST-Line) e a nova totalidade “Azul Petróleo Urban”, disponível em toda a gama Mondeo.

A actualização do interior do Mondeo inclui novos revestimentos em tecido para os bancos, novas aplicações nos puxadores das portas e novas decorações em forma de lança, exclusivas para as versões Titanium, ST‑Line e Vignale.

Nos modelos equipados com a transmissão automática Ford de oito velocidades, a operação da caixa faz-se por via de um comando rotativo, solução que deu lugar a mais espaço de arrumação na consola central, onde existe agora uma entrada USB para carregamento de dispositivos móveis ou aceder a meios de comunicação portáteis.

A qualidade de construção interior foi igualmente incrementada, com montagens e acabamentos mais perfeitos na consola central e no painel de instrumentos, proporcionando uma sensação mais premium num habitáculo tendencialmente desportivo.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...