Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Bridgestone compra TomTom Telematics por 910 milhões

A Bridgestone Europe, subsidiária do Grupo Bridgestone na região EMEA, chegou a acordo com a empresa TomTom para adquirir, pela quantidade de 910 milhões de euros em efetivo, a área de telemática do seu negócio.

Esta transação irá unir a empresa de pneus e borracha com o fornecedor número um na Europa em soluções digitais para frotas, criando uma plataforma de dados na conetividade de veículos. O objetivo passará pela Bridgestone alcançar mais rapidamente o seu objetivo de ser líder também em soluções de mobilidade na região, e a combinação das duas empresas permitirá à Bridgestone realizar vendas cruzadas de pneus e soluções a uma base de clientes mais ampla.

As novas megatendências sociais, económicas e tecnológicas impulsionam o ritmo da mudança na indústria automóvel, e o futuro dos veículos está na conetividade, autonomia, partilha e eletricidade. Neste contexto, as soluções de mobilidade digital e as soluções para frotas são uma prioridade estratégica para a Bridgestone. A importância das frotas para o transporte de pessoas e de mercadorias continua a crescer, e o aumento da procura da indústria do transporte significa que, mais do que nunca, os proprietários e os gestores de frotas necessitam de maximizar a produtividade e minimizar o custo total de propriedade.

A Bridgestone trabalhou muito para fortalecer as suas capacidades digitais na região EMEA, e esta aquisição foi um passo em frente nesta estratégia. A empresa desenvolveu funcionalidades para a recompilação de dados através de sensores, plataformas de dados e análise de dados. No final, estes investimentos resultaram no lançamento de uma linha de soluções e aplicações digitais, como a Tirematics, a Mobox, a FleetPulse e a Bridgestone Connect.

A TomTom Telematics irá adaptar-se estrategicamente à Bridgestone com uma grande base instalada de utilizadores e ainda em expansão, formada por 860.000 veículos, dos quais mais de dois terços são de uso comercial. Conta com um sistema de comercialização flexível e uma oferta digital premium que inclui a WebFleet e a NextFleet. As suas tecnologias, baseadas na análise de dados, fundamentam-se numa plataforma aberta, ampliável, segura e baseada numa cloud. Em média, gere mais de 800 milhões de posições de GPS, 3,3 milhões de deslocações e 200 milhões de dados recebidos por dia.

A sua plataforma permite aos clientes, sejam frotas comerciais, empresas de leasing ou frotas corporativas, fazer com que os seus trabalhos sejam mais eficientes. Além disso, possibilita também associações, por exemplo, a fabricantes de equipamento original, melhorando a experiência do condutor. A equipa da TomTom Tleematics tem conseguido, ano após ano, aumentar a sua base de clientes e manter o negócio. Por outro lado, a empresa encontra-se muito bem posicionada para uma futura expansão em soluções para frotas e desenvolvimento de novos modelos de negócio que se baseiem em funcionalidades de software.

A Bridgestone possui boas condições para acelerar o negócio da TomTom Telematics: o seu sólido valor de marca, grande quantidade de clientes, e por ser o fornecedor principal de muitos dos maiores fabricantes e frotas de veículos do mundo, contando com amis de 2.600 pontos de venda na região EMEA. Além disso, a Bridgestone líder no investimento alocado à área de I&D, e na sua Digital Garage, com sede no Centro Tecnológico de Roma, no qual se desenvolvem soluções digitais de mobilidade.

Paolo Ferrari, CEO e Presidente da Bridgestone EMEA e Vice-Presidente Executivo do Grupo Bridgestone, comentou: “Na TomTom Telematics encontrámos a combinação perfeita. Temos ativos e capacidades que se complementam, criando um gigante de soluções para frotas, e tornando mais forte ainda a área de tecnologia digital da Bridgestone. Além disto,a união das nossas ofertas irá trazer grandes benefícios, o que nos permitirá, entre muitas outras coisas, vender pneus e outras soluções aos nossos clientes. Na região EMEA, encontramo-nos agora bem posicionados para acelerar o nosso negócio data-driven, ampliar a nossa base de clientes de frota e aproveitar oportunidades de rápido crescimento e rentabilidade no setor da mobilidade automóvel.”

“Reconhecemos e respeitamos o talento e capacidades da TomTom Telematics e dos seus 670 colaboradores. Temos a intenção de promover e ajudar a crescer o seu negócio e apoiar os seus planos atuais. Queremos que a TomTom Telematics continue a trabalhar para os seus clientes com o êxito com que o tem estado a fazer durante os últimos anos e que aproveite a sua posição de liderança num mercado que se encontra em rápido crescimento”, concluiu.

Já Harold Goddijn, CEO da TomTom, afirmou: “Depois de uma exaustiva revisão de todas as opções estratégicas com que contávamos, verificámos que a venda da TomTom Telematics à Bridgestone é o melhor para a TomTom Telematics e para o nosso negócio de tecnologia de localização. Vamos continuar a investir no nosso revolucionário sistema de criação de mapas, possibilitando atualizações mais rápidas destes mapas, e reduzindo os custos operativos para facilitar o caminho para a condução autónoma.”

Finalmente, Thomas Schmidt, Director General TomTom Telematics, concluiu: “A TomTom Telematica é líder na Europa no fornecimento de serviços telemáticos e a nossa base de veículos, a quem oferecemos serviços em todo o mundo, continuará a crescer. Ao passarmos a fazer parte da Bridgestone, conseguiremos acelerar o nosso ambicioso plano de crescimento e aproveitar novas oportunidades. Entretanto, esperamos que a transição decorra sem interrupções para os nossos clientes, fornecedores e colaboradores.”


Detalhes da transição

A Bridgestone irá adquirir todo o capital social emitido e em circulação da TomTom Telematics, pela quantidade de 910 milhões de euros em efetivo, estando a transição sujeita às condições de fecho habituais. A aquisição está a ser financiada pelo valor líquido disponível no balanço, e espera-se que as receitas por ação aumentem logo a partir do primeiro ano. Esta aquisição afeta unicamente a unidade de negócio de serviços telemáticos da TomTom.

Prevê-se que a transação se complete, no máximo, no segundo trimestre de 2019. A transição ainda está sujeita às aprovações regulatórias pertinentes, à consulta com os órgãos representativos dos colaboradores da TomTom e à aprovação dos acionistas da TomTom.

No que diz respeito a esta transação, a Morgan Stanley atua enquanto assessor financeiro exclusivo da Bridgestone e a Simmons & Simmons atua como assessor jurídico.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...