Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

SEAT é uma das melhores empresas para trabalhar em Espanha

A SEAT é uma das melhores empresas para se trabalhar em Espanha, certificada pela Top Employer, que deu o selo de aprovação ao fabricante pelo quinto ano consecutivo. Este certificado avalia empresas em todo o mundo que oferecem as melhores condições de trabalho e consideradas as mais atraentes para os funcionários.

A SEAT, o primeiro fabricante do setor automóvel de Espanha a receber esta distinção, consolida assim o compromisso da empresa com o desenvolvimento profissional dos seus funcionários e com a oferta de um excelente ambiente de trabalho.

O Vice-Presidente de Recursos Humanos da SEAT, Xavier Ros, enfatizou que “num contexto em que os perfis profissionais do setor vão mudar, o reconhecimento como Top Employer fortalece-nos em duas frentes – por um lado, é um reconhecimento para toda a força de trabalho, para que estejam ainda mais orgulhosos de trabalhar para a SEAT e sentir que o seu futuro está na empresa; e, por outro lado, é um foco para atrair talentos externos com perfis diferentes, que poderiam não considerar ter uma carreira próspera numa empresa automóvel cujo modelo de negócios está a passar por uma profunda transformação”.

A SEAT em Espanha

Com uma força de trabalho que totaliza mais de 15.000 funcionários, a SEAT é a maior empregadora do setor em Espanha. Na SEAT, 97% dos trabalhadores têm um contrato sem termo. Equilibrar o trabalho e a vida privada, políticas de recrutamento de talentos, formação especializada na Indústria 4.0 ou o serviço de saúde e bem-estar, fornecido a todos os profissionais, são exemplos do compromisso da empresa com empregos de qualidade e atração de talentos.

O quadro de relações de trabalho na empresa é estabelecido pelo seu acordo coletivo, acordo estabelecido em 2016 que se destaca pela flexibilidade e modernidade. Isto significou melhorias no sistema de remuneração variável e novas medidas para aumentar a competitividade e preparar a empresa para os aumentos de produção ocorridos nos últimos anos. Entre outras melhorias, o acordo consolidou o sistema de remuneração variável, o aumento de vários conceitos salariais e ampliou os benefícios sociais usufruídos pela força de trabalho, como a possibilidade de ter mais férias pagas.

Além do acordo, a empresa lançou uma nova estratégia de Employer Branding com inúmeras iniciativas para atrair e reter talentos. Um dos mais exclusivos foi o SEAT DisrUP, um evento que teve como objetivo a conexão com os talentos mais promissores, convidando os jovens a refletir e encontrar soluções de mobilidade para utilizadores de grandes centros urbanos. Todas estas iniciativas fazem parte do projeto SEAT Talent Xperience, com o qual a empresa procura atrair perfis digitais e técnicos para enfrentar os desafios futuros da empresa.

Formação e saúde

A formação é um dos pilares de crescimento e transformação dos trabalhadores da SEAT. Nos últimos anos, a empresa investiu cerca de 17 milhões de euros por ano em formação contínua para a força de trabalho. Entre outras iniciativas, a SEAT promoveu um programa de formação focado nos desafios futuros da Indústria 4.0, voltado para todos os funcionários da empresa.

O objetivo do programa era mostrar o que realmente significa o conceito da Indústria 4.0 e a importância das pessoas e a sua educação contínua como o eixo central da conhecida quarta revolução industrial. Mais de 2.000 funcionários passaram pelas suas salas de aula.

Juntamente com a formação, outro dos aspetos mais diferenciados da SEAT é o seu sistema de saúde e bem-estar para os trabalhadores. O seu trunfo é o CARS (Centro de Saúde e Reabilitação), onde todos os trabalhadores da SEAT recebem serviços avançados em medicina preventiva, de assistência e de reabilitação, com especialidades de traumatologia, cardiologia, ginecologia, saúde mental, diagnóstico por imagem, fisioterapia, fitness e reabilitação. Em 2018, mais de 70.000 intervenções foram feitas nessas instalações.

OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...