Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Renault reforça gama Mégane com novo motor a gasolina

A Renault acaba de reforçar a presença da gama Mégane no mercado nacional, através de uma nova motorização a gasolina, com potências entre os 115 e os 160 cavalos.

Sempre a par do que se vai passando no mercado, mas também das ideias que vamos conhecendo dos mais variados governantes, a Renault teve quase sempre uma resposta pronta com uma solução para cada dificuldade que vamos conhecendo. Só nos últimos meses, conhecemos um Kadjar com uma configuração exclusiva para o nosso mercado, assistimos à chegada de um novo formato de carroçaria para a gama Mégane e agora, numa altura em que se aponta o dedo aos motores diesel como se fossem estes os principais alvos a abater e haja mesmo quem afirme que daqui a uns anos poderão ter um valor comercial muito mais reduzido, chega o momento perfeito da marca francesa nos apresentar a sua nova gama de motorizações… a gasolina.

Com a designação TCe que já conhecemos de outros modelos, chega ao mercado a nova motorização desenvolvida em conjunto com as outras marcas da Aliança, mas também com a Daimler. E sim, se já estiver a pensar nisso, podemos desde já dizer-lhe que este é o mesmo motor a gasolina que já conhecemos, por exemplo, no Mercedes-Benz Classe A.

Trata-se de um bloco de 1,3 litros, sobrealimentado, que pode ter diversos patamares de potência. Conta com uma tecnologia de revestimento dos cilindros estreada com o Nissan GT-R e consegue reduzir o atrito ao mesmo tempo que beneficia a sua gestão térmica. A injeção de combustível chega agora aos 250 bar o que, em conjunto com o posicionamento vertical do injetor e com o próprio desenho da camara de combustão, faz com que a mistura seja mais uniforme e consiga assim contribuir para uma melhoria no desempenho do motor, beneficiando as médias de consumo e emissões. O mesmo acontece com o controlo eletrónico de abertura e fecho das válvulas, que consegue melhorar o desempenho deste bloco numa ampla faixa de regimes.

Para o Renault Mégane, a versão base será a de 115 cavalos, destinada a clientes específicos e que apenas está disponível com o nível de equipamento base e com caixa manual. Mas as versões em que a marca francesa mais vai apostar é nas de 140 e 160 cavalos, que podem ser disponibilizadas com uma caixa manual de seis relações, ou com a automática EDC de dupla embraiagem e sete velocidades. No caso da versão mais potente, o Mégane de cinco portas consegue oferecer médias de consumo em torno dos seis litros de combustível, já segundo a norma WLTP, mas também consegue que este modelo possa alcançar os 212 km/h de velocidade máxima.

A nova motorização de 1,3 litros já se encontra disponível nos concessionários da marca com os três formatos de carroçaria da gama Mégane e os preços começam nos 24.255 euros no caso da berlina, nos 24.275 euros, se preferir o Grand Coupé ou nos 25.170 euros se optar pela mais familiar Sport Tourer. Tal como já acontece com outras motorizações, a maior aposta está na versão de visual mais desportivo GT Line ou na Bose Edition, equipada com um fabuloso sistema de som da marca americana.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Qual o impacto da tecnologia na Gestão de Talento?
Marketeer
Arranca a segunda edição do From Start-to-Table