Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Estivemos presentes em mais uma edição da Mazda CXperience

Aceitando o desafio da Mazda viajámos até Ílhavo com o objetivo de participar em mais uma edição do CXperience, destinada aos SUV da marca, o CX-3 e o CX-5. Desta vez, a zona de destaque foi a Costa de Prata, na zona de Aveiro até à Figueira da Foz.

O Mazda CXperience é um evento destinado a clientes e convidados da marca, que junta os proprietários dos modelos CX-3 e CX-5 com o objetivo principal de os levar por maus caminhos, pelo menos, uma ou duas vezes por ano. E desta vez, estivemos presentes para ver de perto como tudo se processa, ao volante de um CX-5 2.5 AWD.

Nesta edição, o ponto de partida foi o Montebelo Vista Alegre Hotel, onde todo o grupo se reuniu por volta das 9h30 para o obrigatório briefing, com uma introdução a todo o programa. Ainda antes de entrarmos nos carros, tempo para uma visita à Fábrica da Vista Alegre e à Capela, com passagem obrigatória pelas lojas da Vista Alegre e Bordallo Pinheiro.

Uma vez que a grande maioria dos modelos presentes não conta com um sistema de tração integral e apenas com tração às rodas dianteiras, a dificuldade do trajeto tem de ser mais controlada e sem grandes aventuras, sob o risco de transformar algo divertido em momentos mais complicados. E por isso, saímos do hotel passando pela pequena ponte sobre o Rio Boco, na continuação da Estrada da Ponte em direção ao litoral, na zona onde tem início a Costa de Prata.

Passeio pela Costa de Prata

É aqui que rumamos para sul, sempre pelo litoral e por zonas que normalmente não escolhemos para viajar, por estradas que já foram bem mais movimentadas e parecem agora mais esquecidas no tempo. Sempre em caravana e num ritmo bastante tranquilo, despertámos quase sempre a curiosidade de diversas pessoas à medida que a caravana com mais de 50 CX-3 e CX-5 ia passando.

Depois da Murtinheira e da sua longa extensão de areia, começamos a subir para o Cabo Mondego, onde fazemos mais uma paragem com o objetivo de apreciar a vista incrível sobre a Costa de Prata, antes de percorrer a estrada de terra que liga esta zona à Figueira da Foz. Com o piso mais irregular e até com alguns pequenos cruzamentos de eixos, os CX-3 e CX-5 portaram-se à altura, ficando mais cobertos de pó, numa espécie de pintura de guerra que só veio abrir o apetite para o almoço.

Passeio pela Costa de Prata

A Quinta da Salamanha foi o lugar escolhido, com um parque de estacionamento capaz de estacionar toda a caravana de modelos presentes neste evento. Mais uma vez, é ligação entre todos os participantes deste evento que nos mostra porque é tão divertido participar, uma vez que alguns já se conhecem de edições anteriores e outros aproveitam para se conhecer e ficar com vontade de participar em próximas aventuras.

Depois de almoço e em vez de optar pela ideia da sesta referida por alguns, passámos a ponte para o outro lado do Rio Mondego com o objetivo de visitarmos o Núcleo Museológico do Sal e ouvir um pouco da sua história, antes de rumar a Tentúgal para o tradicional Pastel. No café “O Afonso” recebemos a sua principal iguaria acabada de sair do forno, antes das despedidas, uma vez que é aqui a paragem final desta edição do CXperience.

Passeio pela Costa de Prata

Este género de evento é algo a que a marca nipónica dá bastante valor, uma vez que se destina a prolongar a sua relação com o cliente, mas também fomenta a troca de experiências entre os próprios clientes, uma vez que este ambiente mais descontraído é a oportunidade perfeita para a partilha de informações sobre os automóveis que todos escolheram para usar no seu dia-a-dia.

O Mazda CXperience segue uma receita muito semelhante aos eventos realizados com o roadster MX-5, que a Mazda já realiza há diversos anos, mas num ambiente mais fora de estrada dada a natureza destes seus modelos mais aventureiros. Com a crescente procura por esta categoria de automóveis, o CXperience tem vindo a ganhar ainda mais expressão e nesta última edição estiveram presentes mais de 50 automóveis.

E agora, que o sol se está prestes a pôr, resta marcar o destino no sistema de navegação, regressar a Lisboa e ao ritmo normal da rotina. Até uma próxima!

Passeio pela Costa de Prata
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...