Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Fim de linha para o Citroën C4 SpaceTourer

A Citroën decidiu acabar com a produção do C4 SpaceTourer de cinco lugares. A culpa, nunca formulada, é dos SUV – já “ninguém” quer um monovolume.

O final desta história começa nos inícios de 2018 quando a marca francesa decidiu “acabar” com os C4 Picasso e Grand C4 Picasso para os passar a chamar C4 SpaceTourer e Grand C4 SpaceTourer, respetivamente. Uma questão de mudança de estratégia e de marketing, justificaram os responsáveis na altura.

A verdade é que as vendas do C4 SpaceTourer continuaram em queda e com a chegada do C5 Aircross – com níveis semelhantes de modularidade interior e mais espaço para bagagens -, a Citroën decidiu que estava na altura de cortar nos custos. E assim se justifica o fim de produção da versão de cinco lugares do C4 SpaceTourer.

Assim, a gama SpaceTourer passa agora a ser composta por apenas duas versões: a versão Grand C4 SpaceTourer de sete lugares e a versão SpaceTourer de nove lugares (esta feita com base no comercial Citroën Jumpy). O C4 SpaceTourer não desaparecerá contudo dos concessionários, continuando à venda até se esgotarem todas as unidades.

A aposta no segmento dos SUV, em detrimento dos monovolumes, não é no entanto uma novidade para as marcas: além da Citroën, a Ford (anunciou o fim dos monovolumes B-Max e C-Max), a Toyota (acabou com o Verso) e a Kia (fim do Venga e do Carens) decidiram abandonar os monovolumes.

 

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
APG e ABRH assinam acordo de cooperação
Marketeer
Ericeira Surf & Skate embarca em interrail