Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

#NEXTGen 2019: BMW promete 25 elétricos em 2023

O BMW Group delineou, para os próximos anos, uma estratégia onde os veículos elétricos e a condução autónoma são os protagonistas.

De acordo com a sua Future Highway 2025, o grupo tem-se ajustado para acelerar o ritmo da sua expansão na área mobilidade sustentável. O grupo irá alcançar um total de 25 modelos elétricos até 2023, dois anos antes do inicialmente anunciado. Mais de metade destes 25 modelos serão 100% elétricos.

“Vamos ter 25 veículos elétricos em 2023, dois anos antes do que estava planeado. Esperamos ver uma curva de crescimento acentuada em direção a 2025: as vendas dos nossos veículos elétricos devem aumentar em média 30% a cada ano”, afirmou Harald Krüger, Presidente do Conselho de Administração da BMW AG, em Munique.

Até ao final de 2019, o grupo pretende ter mais de meio milhão de veículos híbridos totalmente elétricos ou plug-in nas estradas. Dentro de dois anos, essa oferta irá incluir cinco veículos de produção em série totalmente elétricos: ao lado do BMW i3, com mais de 150.000 unidades construídas até hoje.

Este ano verá o início da produção do primeiro modelo MINI elétrico em Oxford (Reino Unido). Isto será seguido em 2020, pelo totalmente elétrico BMW iX3 de Shenyang (China) e, em 2021, pelo BMW iNEXT, que será produzido em Dingolfing (Alemanha), e o BMW i4 em Munique (Alemanha).

BMW eDrive Zones

O papel efetivo que os híbridos plug-in podem desempenhar na obtenção de mobilidade livre de emissões nas cidades é demonstrado pela função BMW eDrive Zones, que será o padrão nos híbridos plug-in da BMW a partir de 2020.

Nas cidades que estabelecem “zonas verdes”, somente para veículos sem emissões, a tecnologia de geofencing será capaz de reconhecê-los automaticamente; quando o veículo entrar numa dessas zonas, passará automaticamente para o modo de condução elétrica pura. Desta forma, a BMW está a abrir caminho para que os híbridos plug-in recebam os mesmos direitos de acesso às zonas verdes que os veículos totalmente elétricos, uma vez que se comportam da mesma forma dentro destas áreas.

Este novo tipo de estratégia operacional aumenta significativamente o potencial dos veículos híbridos plug-in para reduzir as emissões. Aumentar o uso da condução elétrica não apenas otimiza a eficiência, como também ajuda a reduzir os custos operacionais para os clientes – especialmente no trânsito das cidades.

O primeiro teste real para a função BMW eDrive Zones é o projeto piloto “Electric City Drive” do BMW Group, em conjunto com a cidade de Roterdão e a Universidade Erasmus local.

Ler Mais

pub


OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...