Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

A primeira corrida de automóveis aconteceu há 125 anos

Foi no dia 22 de julho de 1894 que teve lugar o evento a que podemos chamar a primeira corrida de automóveis desde sempre.

As corridas de automóveis são algo bastante comum nos dias que correm. Há inúmeras categorias e modelos, com variados tipos de combustível, prémios, destinos, distâncias e muitas outras formas de fazer uma corrida. Muitas mais do que há 125 anos, segundo a Mercedes-Benz. E se pensarmos na forma como os automóveis que participam nas mais variadas competições evoluíram até ao Mercedes EQ Silver Arrow 01, é fácil perceber que se trata de uma longa história. Uma com o título “125 Years of Motorsports by Mercedes-Benz” e aqui lhe apresentamos apenas um pequeno excerto.

O automóvel tinha sido inventado há menos de uma década e ainda não existiam muitos modelos em circulação, mas numa tarde de verão nos arredores de Paris, a pergunta que estava no ar era a tradicional: “quem vai ganhar?”.

O percurso entre Neuilly-sur-Seine e Rouen tinha cerca de 126 quilómetros e estava destinada a avaliar a rapidez e a fiabilidade dos 21 automóveis presentes, seis movidos a vapor e 15 com motores de combustão, sendo que destes últimos, nove automóveis estavam equipados com o “moderno” motor desenvolvido por Daimler.

Com um público a rondar as 30 mil pessoas, o primeiro carro a arrancar da linha de partida foi um deDion a vapor, às oito horas e um minuto. Os restantes participantes arrancaram com intervalos de 30 segundos com o objetivo de percorrer os mais de 120 quilómetros do trajeto.

Passadas cinco horas e 40 minutos, o primeiro modelo a chegar ao destino foi o De Dion-Bouton a vapor do Conde Jules-Albert de Dion, mas como o veículo não cumpriu com todas as regras da competição, o prémio de cinco mil francos acabou por ser dividido entre os construtores Peugeot e Panhard & Levassor. Ambos cruzaram a meta em Rouen apenas uns minutos depois do de Dion a vapor e ambos estavam equipados com um motor Daimler de dois cilindros em V com uma potência de 3,5 cavalos, contruído sob a licença da Panhard & Levassor.

Desde este dia até à atualidade, a história destes 125 anos de competição automóvel tem um conteúdo interminável e cheio de aventuras, que deixam a Mercedes-Benz como uma das marcas mais enigmáticas do mundo automóvel.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
As japonesas não podem usar óculos no trabalho. Imagina porquê?
Marketeer
Vegetariano não chega. McDonald’s vai mais longe e lança opção vegan