Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Cinco conselhos para evitar distrações ao volante

Hoje são muitas as formas de nos distrairmos ao volante, algo que é perigoso e pode contribuir para um acidente.

O Automonitor não quer que se magoe e por isso lembra-lhe cinco formas de evitar distrações ao volante.

 

A estrada e a condução têm muitas formas de nos distrair de forma decisiva e, muitas vezes, definitiva quando sucede o acidente. Ser multitarefas ao volante – atender telefone, tomar notas, enviar mensagens ou olhar a foto daquela garota em biquíni no Instagram ou aquilo que o amigo ou amiga fez no Facebook – não rima com segurança. Por isso, leia com atenção estas dicas para assegurar que as suas mãos ficam no volante e os seus olhos na estrada. E a sua mente concentrada no ato de conduzir!

Longe da vista, longe da mente

Primeiro, afaste todos os objetos ou assuntos que o possam distrair. A música com o som exageradamente alto, é uma distração; se o conteúdo da música é estimulante, pode distraí-lo fatalmente. Por isso, escolha bem o alinhamento de música que escuta a bordo do seu carro e, sobretudo, o nível de som que deve ser apenas ruido de fundo, pois o seu foco deve ser a estrada. Já agora, apesar da maioria dizer que não usa o telefone sem mãos livres dentro do carro, a realidade é bem diferente. É um perigo! Além de dar direito a multa pesada e 2 pontos na carta de condução, pode ser fatal. Por isso, desligue o som do telefone, coloque-o longe de si ou então no porta luvas. Se nada disto servir, procure uma app que possa bloquear o telefone quando está a conduzir.

Não discuta a bordo

Evite conduzir durante uma discussão ou uma troca de argumentos mais acalorada ou então quando está mais nervoso por alguma razão. Ou então quando estiver doente ou engripado. Um estudo mostra que essas condições são potenciadores de acidentes pela distração que permitem. Um veículo em andamento não é o lugar certo para dirimir questões importantes que o vão distrair mental, física e emocionalmente da condução. Se for algo mesmo urgente e não der para chegar ao escritório ou a casa, pare o carro e resolva a situação.

Vá para a estrada preparado

Maquilhar-se e comer devem ser feitos em casa e não enquanto conduz. Curiosamente, são muitas as pessoas que fazem ambas as coisas a caminho do trabalho pela manhã. Se tiver de sair cedo, faça planos para ter tempo para fazer tudo o que tem de fazer antes de sair de casa e assim evitar transferir alguma tarefa para a condução. Não deixe no carro os produtos de maquilhagem ou outros e se tiver mesmo de comer no carro, pare o veículo e coma e só depois siga viagem. Não deixe nada solto dentro do seu automóvel – carteira, telefone ou outro – pois se algum deles cai para o piso do carro, a tentação é ir busca-lo e vai perder o contacto com a estrada e pode sofrer um acidente.

Coloque os passageiros a fazer alguma coisa

Se estiver com alguém dentro do carro, deixe essas pessoas tomarem conta do sistema de navegação, caso seja necessário, da música e se for um familiar, esposa ou namorada, deixe que ela responda às mensagens de telefone pedindo desculpa e referindo que está a conduzir. Não deixe que a curiosidade o faça tirar os olhos da estrada para ver o que os seus passageiros estão a fazer com os seus telefones. Isso é uma distração tão ou mais perigosa que cuidar do seu telefone.

Seja um passageiro proactivo

Caso se encontre na posição de passageiro, seja proactivo e se o condutor estiver a distrair-se, alerte-o e diga-lhe que deve se concentrar na condução. Afinal, ele é o responsável pela sua vida e por isso deve preservar a sua integridade física. Pergunte se o condutor quer ajuda para enviar uma mensagem ou se precisa de alguma coisa que possa cuidar. Se a distração for uma discussão ou uma troca de argumentos, peça para parar o carro na berma da estrada e resolvam o problema.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
APG e ABRH assinam acordo de cooperação
Marketeer
Ericeira Surf & Skate embarca em interrail