Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Bentley Corniche: O regresso de um clássico de 1939

A Bentley revelou um exemplar único feito com base num Corniche Mark V, que tinha sido destruído durante a Segunda Guerra Mundial.

O exemplar único foi uma encomenda especial do jovem piloto grego André Embiricos que queria um modelo mais radical do que o Corniche. Mas depois de dois acidentes, o modelo foi destruído num bombardeamento em França durante a Segunda Guerra Mundial.

O Corniche foi desenvolvido a partir do 4 Litre, um dos modelos da marca britânica daquela época. E o resultado foi  tão positivo que a Bentley chegou a pensar produzir o modelo em massa.

O Corniche trazia preocupações com aerodinâmica até então inexistentes e contava com um motor do Mark V – um 4.5 litros de seis cilindros em linha com uma afinação específica -, mas com melhorias. Em testes, ultrapassou os 160 km/h, marca mais que respeitável para a época.

Após os testes de velocidade, o Corniche seguiu de Inglaterra para França para testes de estrada, mas um acidente com um autocarro obrigou a empresa de carroçarias francesa Vanvooren a reconstruir o veículo. Em agosto de 1939, o carro finalmente ficou pronto, e seguiu para novos testes, já em França. Só que um novo acidente acabou por destruir o veículo pela segunda vez.

Como a Bentley já se tinha comprometido a exibir o Corniche no Salão de Earls Court em outubro desse ano, decidiu então separar a carroçaria do chassi, e realizar uma nova reconstrução. Quando a carroçaria finalmente ficou pronta para ser transportada para Inglaterra, houve um problema no porto de Dieppe, em França, e o atraso acabou por coincidir com o início da Segunda Guerra Mundial – as instalações foram bombardeadas e o carro ficou destruído.

A ideia de restaurar o Corniche surgiu há alguns anos, por funcionários das fundações W.O. Bentley Memorial e Sir Henry Royce Memorial. A carroçaria foi construída a partir dos desenhos originais, cedidos pela família do projetista, George Paulin.

Em fevereiro do ano passado, o atual presidente da Bentley, Adrian Hallmark pediu que o veículo fosse trazido de volta para a empresa, para ter a restauração finalizada. O objetivo era mostrar o “novo” Corniche nas celebrações do centenário da fabricante, que hoje pertence ao Grupo Volkswagen.

O trabalho de restauração foi feito pela divisão de projetos especiais da Bentley, a Mulliner. O Corniche será exibido no Salon Privé, no Reino Unido, em setembro, e depois vai integrar o portefólio de clássicos da fabricante britânica.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
7 formas para se voltar a apaixonar pelo seu trabalho
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus