Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

AVIAR desenvolve Mustang elétrico com mecânica da Tesla

A empresa russa Aviar está a construir um dos ícones dos anos 60, o Ford Mustang Fastback, mas usando a mecânica de um Tesla Model S para o locomover.

Os ícones americanos continuam a fazer parte do imaginário de muitos de nós, apaixonados por automóveis, mas é necessário confessar que muitos de nós também aprecia toda a tecnologia que vamos vendo nascer nos mais variados modelos que vão chegando ao mercado. Esta foi uma das razões por que Aleksey Rachev, o fundador da Aviar Motors, decidiu juntar estes dois conceitos num único automóvel, criando a solução perfeita para quem admira estes dois mundos.

O Aviar R67 utiliza a mecânica de um Tesla Model S, desde a bateria, os motores elétricos, a transmissão, o sistema de travagem, diversos elementos da suspensão, toda a eletrónica e até os cabos do sistema. Mas depois, por cima de tudo isto, é construída uma carroçaria em fibra de carbono com o formato de um Ford Mustang Fastback de 1967 e diversos elementos estruturais em alumínio, que têm a missão de deixar o local da bateria protegido de impactos da melhor forma possível. Tudo isto faz com que o peso seja inferior e que a rigidez de todo o conjunto seja bem mais elevada, melhorando a precisão de condução, mas também o conforto.

Para garantir a segurança do conjunto, elementos como as estruturas dianteira e traseira, as proteções dos motores e até os pilares dianteiros permaneceram inalterados face ao que conhecemos dos Tesla Model S, sendo apenas necessárias algumas afinações devido ao formato da carroçaria e ao novo posicionamento dos motores.

No habitáculo, podemos encontrar todos os elementos de segurança e conforto que também fazem do Tesla Model S, com mais alguns extras à mistura e não fica esquecida a condução totalmente autónoma. O elemento de maior destaque é monitor central de 17 polegadas, que inclui todas as funções dos sistemas existentes a bordo, mas os traços do tablier do Mustang original foram preservados da melhor forma possível, ainda que incluam as saídas da ventilação que conhecemos dos Mercedes-Benz mais modernos.

Segundos os números divulgados pela Aviar, o seu R67 de apenas dois lugares e jantes de 20 polegadas em alumínio tem uma potência máxima de 840 cavalos e consegue acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,2 segundos. A velocidade máxima é de 250 km/h e a autonomia proporcionada pela bateria de 100 kWh consegue ficar acima dos 500 quilómetros.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Estas profissões vão desaparecer já a partir deste ano. Saiba se a sua é uma delas
Marketeer
Marketing sobre rodas: o impacto da condução autónoma