Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Primeiro automóvel elétrico da Honda inicia produção em série

A versão final do citadino Honda e esteve presente no Salão de Frankfurt, juntamente com outras novidades da marca nipónica rumo à eletrificação.

O pequeno citadino da Honda é um daqueles modelos que ainda vai dar bastante que falar, mas o Salão de Frankfurt vai ficar marcado como o palco escolhido para a apresentação da sua versão final de produção. Uma das principais novidades está no facto de não ser muito diferente do protótipo que temos vindo a conhecer ao longo dos últimos meses.

O seu visual compacto e perfeitamente adequado aos ritmos mais urbanos esconde um motor elétrico com um binário superior a 300 e que conta com dois patamares de potência: uma versão de 100kW (136 cv) e outra de 113 kW (154 cv). A autonomia da bateria de 35,5 kWh ronda os 220 quilómetros com uma única carga, mas através de um sistema de carregamento rápido, é possível voltar a carregar a bateria do pequeno Honda até aos 80 por cento da sua capacidade em cerca de 30 minutos.

O pequeno Honda e, no entanto, é apenas um dos muitos passos que a marca está a dar rumo a uma estratégia de eletrificação (Electric Vision), que deixará toda a sua gama eletrificada até ao ano 2025. O Honda CR-V híbrido, por exemplo, já se encontra em comercialização e também foi confirmado em Frankfurt que a próxima geração do Honda Jazz terá apenas disponível uma versão híbrida no mercado europeu.

Katsushi Inoue, Diretor Executivo e Presidente da Honda Motor Europe, disse: “Hoje, damos o próximo passo na concretização da nossa estratégia Electric Vision com a estreia mundial do Honda e… um veículo elétrico único que só a Honda poderia desenvolver – um veículo com performances dinâmicas extraordinárias e novos níveis de conectividade”.

Mas há mais. Foi também em Frankfurt que a marca nipónica anunciou que lançará no mercado os seus primeiros serviços comerciais de energia no próximo ano, em paralelo com o lançamento do Honda e, sendo a Alemanha e o Reino Unido os mercados responsáveis pela sua estreia, antes do resto da Europa. Além disso, a marca nipónica anunciou ainda uma parceria com a Ubitricity, uma empresa que está a desenvolver um projeto de infraestruturas de carregamento, que permite a instalação de pontos de carga dentro de postes de iluminação, simplificando o carregamento de veículos elétricos para quem não tem uma garagem ou equivalente para o fazer. Este sistema permite ainda que a energia do automóvel possa passar para a rede caso seja necessário ou carregar o sistema elétrico do automóvel nas horas de carga mais reduzida do sistema.

São muitas as novidades que vamos conhecendo neste mundo focado na eletrificação e para o qual a Honda está a contribuir com todas estas novidades. Mas claro que a nossa maior curiosidade ainda continua a estar focada do pequeno Honda e.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
As japonesas não podem usar óculos no trabalho. Imagina porquê?
Marketeer
Vegetariano não chega. McDonald’s vai mais longe e lança opção vegan