Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Os momentos mais marcantes da 2ª Conferência AUTOMONITOR

Com os temas da Mobilidade e da Conectividade no centro do debate, a 2ª Conferência Automonitor, que teve lugar na sede da EDP, em Lisboa, e contou com o patrocínio da EDP, Fidelidade, PT empresas e SEAT, procurou separar de vez os mitos da realidade e responder à pergunta: o que representam a mobilidade e conectividade no contexto presente e futuro?

Perante uma plateia de cerca de 200 pessoas, Arlindo Oliveira, Presidente do Instituto Superior Técnico, abriu as “hostilidades” e revelou algumas das “verdades da condução autónoma”, incluindo a complexidade que estes veículos integram e trazem para o mundo em geral. (leia mais aqui)

Seguiu-se António Coutinho, administrador da EDP Comercial, que revelou a próxima aposta da EDP para os condutores de automóveis elétricos – o carregamento para condomínios – e a forma que a empresa encontrou para erradicar a “ansiedade do carregamento”: a aplicação EDP EV.X.

Já Diogo Santos, da Deloitte, destacou as barreiras que ainda falta ultrapassar até à mobilidade do futuro, sublinhando os cinco pilares fundamentais que deverão definir o novo ecossistema da mobilidade.

Miguel Rodrigues, Head of Business Segment da Siemens, analisou por sua vez a mobilidade cooperativa, mais ao nível das infraestruturas, e sublinhou a importância das parcerias entre os vários atores da conectividade e mobilidade.

Na mesa redonda, um dos participantes, Ricardo Tomaz, diretor de Marketing Estratégico e Relações Externas da SIVA, refere que o carro elétrico é uma necessidade da Indústria para cumprir normas. Mas o Diesel ainda tem margem para evoluir. Este é um momento de grande mudança da Indústria. (leia mais aqui)

A encerrar a 2ª conferência, Ramón Calderón, VP de Mobilidade Sustentável da SEAT, mostra-nos que há outra alternativa: os automóveis híbridos não têm necessariamente de ser movidos a eletricidade. E mais, o Gás Natural Comprimido pode ser uma alternativa mais limpa e bem mais económica, principalmente quando se passar a usar Gás Renovável Bio Metano obtido de fontes orgânicas. (leia mais aqui)

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus