Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Tesla a todo o gás: Marca vende 5 carros por dia em Portugal

A marca de Elon Musk vendeu nos primeiros oito meses do ano mais de 1300 unidades em Portugal que se traduz numa quota de marcado em território nacional superior à média da marca na Europa.

Os últimos dados publicados pela ACAP (Associação Automóvel de Portugal) revelam que a marca norte-americana está a vender diariamente cinco elétricos em Portugal, superando assim as vendas da Nissan (com o Leaf) e da Renault (Zoe), há mais tempo no mercado.

De janeiro a agosto, a Tesla vendeu em Portugal 1321 automóveis – média de 5,5 veículos por dia – o que se traduz numa quota de mercado de 0,83% (das vendas totais de ligeiros de passageiros). Na Europa, essa quota é de 0,54%, de acordo com os dados da Jato.

A Tesla tem-se tornado assim o campeão de vendas de elétricos em Portugal, superando as Nissan (Leaf) e Renault (Zoe), marcas há mais tempo no mercado português e com modelos mais baratos que os da construtora norte-americana.

O Model 3 – com uma autonomia superior a 400 quilómetros – é o modelo da Tesla mais comercializado em território nacional com um preço desde os 52 mil euros, seguido do Model S  – autonomia de mais de 600 quilómetros – com preços a rondar os 90 mil euros.

O mais popular modelo da marca norte-americana, o Model 3 (com autonomia superior a 400 quilómetros), está a ser comercializado pela Tesla em Portugal a partir dos 52 mil euros, enquanto o Model S (com mais de 600 quilómetros de autonomia) já custa quase 90 mil euros.

Recorde-se que no panorama geral, a francesa Renault continua a ser a marca campeã de vendas (21 mil modelos vendidos de janeiro a agosto deste ano), seguindo-se a Peugeot com quase 17 mil carros vendidos nos primeiros oito meses do ano. A Mercedes-Benz fecha o pódio com mais de 11 mil unidades vendidas até agosto deste ano.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Marketeer
Domino’s Pizza vai deixar quatro mercados europeus