Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir

Todos os anos nascem em Portugal cerca de 90 mil bebés, o que significa que este artigo interessa a igual número de futuras mamãs. Veja os cuidados a ter antes de se sentar ao volante.

O cinto de segurança pode causar algum dano à grávida? Há alguma contra-indicação para conduzir? Estas são algumas das dúvidas de quem está à espera do primeiro filho. É claro que cada caso é um caso e tudo depende da recomendação do médico, mas caso este não o desaconselhe, qualquer grávida pode conduzir com toda a normalidade, desde que siga uma série de conselho. Sempre com as jovens mães em mente, a SEAT listou nove recomendações importantes – uma por cada mês de gravidez.

Foto: SEAT

Posso usar cinto de segurança?

O uso de cinto é obrigatório para todos, mesmo para as mulheres grávidas. E reduz em 50% o risco de lesões graves. Sem o cinto de segurança, o impacto direto do condutor com o volante “poderá ocasionar riscos graves, como o desprendimento da placenta ou uma rutura uterina”, adverte o dr. Emmanuel de Sostoa, responsável de ginecologia do novo Centro de Atenção e Reabilitação Sanitária (CARS) da SEAT.

Foto: SEAT

Como devo usar o cinto de segurança?

“Deve colocar a parte ventral do cinto o mais baixo possível, com o fim de reter a mãe pela pélvis e assim evitar exercer qualquer pressão sobre o feto. A banda diagonal do cinto deve ir lateralmente ao abdómen, entre os seios e apoiando-se na clavícula”, explica o responsável do departamento de desenvolvimento da segurança no veículo da SEAT, Javier Luzón.

A que distância do volante é seguro conduzir?

O ventre deve estar a uma distância mínima de 25 centímetros do volante, para evitar impactos diretos da parte inferior do aro com o ventre da futura mãe.

Foto: SEAT

Devo desativar os airbags?

Não, antes pelo contrário. Os especialistas assinalam que é conveniente manter os airbags de condutor e copiloto sempre ligados, no caso de a grávida conduzir ou ser passageira.

Foto: SEAT

Não há mudanças com o avançar da gravidez?

Conduzir durante o primeiro trimestre de gestação não tem nada a ver com fazê-lo no segundo ou no terceiro. Por isso, é importante ajustar a posição do banco à medida que os meses forem passando, colocando as costas o mais direitas possível e de forma a sentar-se o mais corretamente.

Qual a vantagem de usar uma banda pélvica?

Algumas mulheres grávidas, sobretudo em estado avançado, optam por usar uma banda pélvica, que se coloca por debaixo do ventre como complemento. A banda pélvica pode tornar a viagem mais cómoda, mas o seu uso não é obrigatório.

O que devo calçar e vestir?

Roupa cómoda, sapatos rasos e condução relaxada. Como em qualquer outra circunstância recomenda-se que a mulher grávida use um calçado cómodo e raso para conduzir. Também é conveniente aumentar a distância de segurança em relação aos outros veículos, para evitar manobras bruscas e sobressaltos.

Foto: SEAT

Posso fazer viagens longas?

Em linhas gerais aconselha-se a evitar deslocações muito grandes. O apetite e a vontade constante de ir à casa de banho são comuns na maioria das pré-mamãs, pelo que no caso de ter uma viagem longa deve fazer paragens frequentes que sirvam também para caminhar e ativar a circulação.

Quando devo deixar de conduzir?

Não há nenhuma proibição explícita no caso de uma gravidez sem problemas. Na opinião do dr. Sostoa, a resposta a esta pergunta depende do senso comum. Deve deixar de conduzir quando já não se sinta confortável. Por isso é muito normal as grávidas deixarem de conduzir no último mês de gravidez.

Foto: SEAT

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Marketeer
Já é Natal lá fora… Conheça as primeiras campanhas