Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Já pode encomendar o novo Opel Grandland X Hybrid4

A Opel abriu as encomendas do novo SUV híbrido plug-in Grandland X Hybrid4 em Portugal – os preços iniciam-se nos 57.670 euros. A entrega das primeiras unidades está agendada para o próximo mês de fevereiro de 2020.

Posicionado no topo da linha Grandland X, o Hybrid4 está disponível no nível de equipamento máximo Ultimate. Para condizer com estes pergaminhos, o SUV plug-in da Opel oferece de série jantes de liga leve de 19”, fecho centralizado e ignição sem chave, sistema de infoentretenimento IntelliLink com navegação, faróis AFL LED com comutação automática, para-brisas aquecido e os novos serviços telemáticos Opel Connect, entre muitos outros.

Na lista dos sistemas de assistência à condução incluem-se reconhecimento de sinais de trânsito, alerta de saída de faixa com correção ativa de direção, alerta de ângulo cego, alerta de cansaço do condutor, alerta de colisão dianteira iminente e travagem automática de emergência.

O novo Grandland X Hybrid4 é uma das peças-chave da estratégia de eletrificação da gama de produtos da Opel. O Hybrid4, que oferecerá, em opção, a pintura preta do capô do motor, alia um motor térmico a gasolina 1.6 Turbo a dois motores elétricos. A potência debitada pelo conjunto ascende a 300 cavalos. O valor de consumo de combustível em ciclo misto, de acordo com a mais recente norma WLTP é de 1,3-1,4 l/100 km, com emissões de CO2 de 29-32 g/km (NEDC: 1,5-1,6 l/100 km, 34-36 g/km CO2).

A mais recente tecnologia

O novo Opel híbrido integra o estado da arte em tecnologia de motorização híbrida ‘plug-in’. O sistema do Grandland X Hybrid4 é composto por:

  • um motor 1.6 de quatro cilindros a gasolina, com turbocompressor e injeção direta, capaz de debitar 200 cv (147 kW) de potência; este motor está certificado de acordo com o ciclo de testes WLTP;
  • um sistema de propulsão elétrica formado por dois motores de 109 cv (80 kW) e uma bateria de iões de lítio com capacidade de 13,2 kWh. O motor elétrico dianteiro está acoplado a uma caixa automática eletrificada de oito velocidades. O segundo motor elétrico está integrado no eixo traseiro, com um diferencial, o que permite obter tração às quatro rodas.

O motor térmico atua a velocidades médias e elevadas. O sistema elétrico de tração é chamado a intervir a velocidades mais baixas e em fases de transição de regime. Com esta combinação, que consegue garantir um elevadíssimo binário de 520 Nm, as ‘performances’ deste Grandland X topo de gama estão em evidência, nomeadamente a aceleração de zero a 100 km/h em apenas 6,1 segundos e a velocidade máxima de 235 km/h.

O Opel Grandland X Hybrid4 tem autonomia até 59 quilómetros em modo elétrico, medida no ciclo WLTP (69 km no ciclo NEDC). Vários estudos demonstram que grande parte dos condutores percorrem distâncias inferiores a 50 km nas deslocações diárias pendulares (casa-trabalho-casa), o que quer dizer que, nestes casos, o Grandland X Hybrid4 pode ser potencialmente utilizado em permanência com emissões zero.

O sistema de motorização quatro modos de funcionamento – Elétrico, Híbrido, AWD e Sport – que podem ser selecionados pelo condutor. No modo híbrido, a gestão seleciona automaticamente o tipo de motorização mais eficiente para cada momento, permitindo ativar o modo elétrico de emissões zero quando se chega a um centro urbano. No modo AWD (All-Wheel Drive, tração integral), é ligado o motor elétrico do eixo traseiro para alcançar a máxima capacidade de tração.

O carregador de bordo é de 3,3 kW, estando disponível um de 6,6 kW em opção (500 euros). A bateria está instalada sob o banco traseiro, otimizando a ocupação do espaço do habitáculo e da bagageira. Os tempos de recarregamento da bateria variam consoante o tipo de carregador utilizado.

Para além do cabo fornecido para ligar a uma tomada de tipo doméstico e a estações públicas, a Opel proporá estações de parede de utilização particular. Com uma destas ‘wallboxes’, de 7,4 kW de potência, a bateria recarrega em menos de duas horas.

Múltiplas soluções

Com o Grandland X Hybrid4 a Opel disponibilizará um leque de soluções específicas para veículos eletrificados, asseguradas pelos serviços Free2Move, a marca de mobilidade do Grupo PSA, e acessíveis através da aplicação digital “myOpel”. Da oferta fará parte o acesso a mais de 100.000 postos de carregamento na Europa e um planeador de viagem que sugere os melhores percursos com base na autonomia restante do automóvel e indica a localização de postos de carregamento ao longo do percurso.

Estas informações recorrem ao sistema de navegação do dispositivo de informação e entretenimento Navi 5.0 IntelliLink a bordo, o qual se encarrega também de prestar as direções para chegar ao posto mais próximo. A aplicação “myOpel” permite verificar o estado de carga da bateria, programar os períodos de recarregamento na ‘wallbox’ de casa e pré-programar a climatização do automóvel.

O Opel Grandland X Hybrid4 estará igualmente equipado com o novo sistema telemático Opel Connect, com serviços como navegação com informações de tráfego em tempo real, acesso a diagnóstico do estado do veículo através de uma aplicação, ligação direta com a assistência em estrada e chamada de emergência. Basta premir uma tecla vermelha para solicitar ajuda. A chamada de emergência é ativada automaticamente no caso de serem acionados ‘airbags’ ou tensores dos cintos de segurança.

Recuperação de energia

Com o objetivo de aumentar a eficiência, o Grandland X Hybrid4 possui um sistema de travagem regenerativa para recuperar a energia produzida em travagem e em desaceleração. Num sistema de travagem convencional, a energia cinética perde-se através de calor. Ao aproveitar esta energia, convertendo-a em eletricidade que pode ser utilizada no momento ou armazenada na bateria, o Grandland X Hybrid4 vê a sua autonomia em modo elétrico aumentar até 10 por cento.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Sharing my Change: Soft skills, Strong changes
Marketeer
Algarve quer entrar em 2020 na companhia de turistas andaluzes