Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Futuro elétrico da Nissan chama-se Ariya Concept

O maior destaque da Nissan para a edição deste ano do Salão de Tóquio é o SUV elétrico Ariya Concept.

O protótipo da Nissan tem como base uma plataforma específica para modelos elétricos, medindo 4,60 metros de comprimento, 1,92 metros de largura (sem incluir os retrovisores) e 1,63 metros de altura.

Pintado na cor Susci Blue, o Ariya Concept – que é uma evolução do IMx de 2017 – tem jantes em tons de cobre de 21 polegadas feitas em alumínio, cavas das rodas alargadas, faróis em LED de formato afilado e uma renovada grelha V-Motion com o símbolo da Nissan iluminado. Na parte traseira, destaque para os farolins formados por uma barra que se prolonga para a lateral do carro.

No interior, existe espaço para transportar cinco ocupantes graças ao piso plano – as baterias estão alojadas por baixo – que permite a inclusão de bancos especialmente finos, que ocupam menos espaço do que é habitual. No tablier, de aspeto minimalista e com aspeto de lounge, destaque para os dois ecrãs centrais de 12,3 polegadas, um para a instrumentação e outro para o sistema de infoentretenimento. Os revestimentos e decorações são em pele sintética, madeira e alumínio.

O protótipo conta com o sistema de condução autónoma Propilot 2.0, que já permite, mediante algumas condicionantes, ao veículo circular em autoestrada sem intervenção do condutor e possibilita manobrar o carro a partir do exterior para estacionar em lugares estreitos.

A partir de uma aplicação, é possível programar a temperatura do carro, ajustar os bancos e enviar uma rota para a navegação – um sistema que já se encontra apto a receber atualizações “over the air”.

O Ariya Concept conta com dois motores elétricos, um por cada eixo, o que lhe permite ter tração integral – mas a Nissan escusou-se a revelar, para já, qualquer dado referente à bateria.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Quantas faltas justificadas pode dar no trabalho?
Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players