Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Carros elétricos: A Alemanha vai meter o turbo!

O Governo liderado por Angela Merkel e os representantes da indústria automóvel chegaram a um acordo para aumentar o incentivo financeiro para a compra de carros elétricos: até 6.000 euros.

O chamado “bónus ambiental” vai aumentar em 50% para um valor até 6.000 euros, sendo financiado pelo Estado alemão e pela indústria automóvel, cada um responsável por 50% do valor.

O objetivo será o de acelerar a transição do país para os elétricos, mais amigos do ambiente, e encurtar o atraso em relação a países como os Estados Unidos e China. O Governo alemão conta mesmo ter 10 milhões de carros elétricos a circular nas suas estradas até 2030.

O aumento do incentivo financeiro – que deverá traduzir-se em mais de 650 mil a 700 mil elétricos vendidos -, vai entrar em vigor já este mês e deverá manter-se até 2025, segundo Bernhard Mattes, presidente do lobby automóvel VDA, citado pela Bloomberg.

Steffen Seibert, porta-voz do Governo de Merkel, revelou ainda que o Governo vai também aumentar o número de estações de carregamento para 50 mil nos próximos dois anos – a indústria automóvel financiará 15 mil destes postos. Até 2035, o governo alemão deverá gastar 3,5 mil milhões de euros para desenvolver a rede de estações de carregamento no país.

O acordo foi alcançado esta segunda-feira, 4 de novembro, contando com a presença de Merkel, responsáveis pela indústria automóvel alemã, fornecedores de peças e sindicato, incluindo os presidentes executivos da Volkswagen, BMW e Daimler.

Recorde-se que em Portugal o Fundo Ambiental concede um incentivo à compra de veículos elétricos de 3 mil euros para particulares e de 2.250 euros no caso de empresas – mas foram estipulados limites: só 1.000 veículos podem receber este subsídio e o preço máximo é de 62.500 euros.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Sharing my Change: Soft skills, Strong changes
Marketeer
Algarve quer entrar em 2020 na companhia de turistas andaluzes