Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Citroën continua aposta em comerciais elétricos

A Citroën, no ano em que comemora o seu centenário, aposta na eletrificação da sua gama de veículos comerciais: o Jumpy chega para o ano e Berlingo Van 100% elétrico em 2021.

Já presente em mercados muito específicos com o Berlingo Electric, com o próximo lançamento do Jumper Electric, no início de 2020, a Citroën pretende fortalecer a sua oferta elétrica dedicada aos profissionais com uma gama completa de furgões compactos 100% eletrificados, até 2021.

Dentro de dois anos, a marca irá disponibilizar o melhor savoir-faire do Groupe PSA em matéria de oferta 100% elétrica, propondo uma versão 100% elétrica do Jumpy (em 2020) e uma versão 100% elétrica do novo Berlingo Van (até 2021). Esta eletrificação não se limita aos veículos comerciais e engloba também os equivalentes modelos de passageiros.

“Protagonista da transição energética e inspirada pela utilização dos profissionais, a Citroën lança hoje uma grande ofensiva em torno da eletrificação da sua gama de veículos comerciais, com o objetivo de disponibilizar, até 2021, uma oferta eletrificada em todos os furgões compactos, beneficiando do melhor ‘savoir-faire’ do Groupe PSA, em complemento a versões térmicas eficientes”, explicou  Laurence Hansen, Diretora de Produto e Estratégia da Citroën.

Jumpy: o primeiro

Para proporcionar aos profissionais soluções concretas para a mobilidade em áreas urbanas, bem como em zonas rurais graças a uma autonomia que cobre a maior das deslocações, a Citroën irá completar a sua gama, em 2020, com uma proposta 100% elétrica do seu furgão compacto Jumpy.

Sem comprometer as prestações, esta versão 100% elétrica do Jumpy dirige-se aos clientes que procuram prazer e serenidade ao volante, permitindo que cada empresário desenvolva a sua atividade de forma diferente e transmita uma imagem positiva de preservação do meio ambiente.

Com base na plataforma multi-energias EMP2 do Groupe PSA, esta versão elétrica do Jumpy será proposta com dois níveis de autonomia, que irão dar uma nova dimensão ao conforto do Jumpy: 200 km (no ciclo WLTP) com uma bateria de 50 kWh, e 300 km (no ciclo WLTP) com uma bateria de 75 kWh.

O novo Jumpy elétrico contará com um binário disponível instantaneamente e ausência de passagens de caixa de velocidades; liberdade de acesso às zonas com restrições, em termos de limite de emissões de CO2 que permite a todos os profissionais e/ou empresas de entregas estar mais perto dos seus clientes; volume de carga útil idêntico ao das versões térmicas; e custo de utilização reduzido.

Ler Mais
OUTRAS NOTÍCIAS
Comentários
Loading...

Multipublicações

Human Resources
Sharing my Change: Soft skills, Strong changes
Marketeer
Algarve quer entrar em 2020 na companhia de turistas andaluzes